+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Triângulo retoma ‘Livres para ser diferentes’ perante o pin {parental}

 

EFE MÉRIDA
04/02/2020

A Fundação Triângulo Extremadura volta a distribuir sua campanha Livres para ser diferentes diante da necessidade de trabalhar desde/a partir de os espaços educativos formais e não formais, bem como os de lazer, para erradicar o acosso escolar por {LGBTIfobia}, em resposta a aqueles que tentam impor a censura em educação. Num comunicado, a fundação expõe a necessidade de voltar a difundir esta campanha, elaborada no passado ano pelo Instituto/liceu da Juventude da Extremadura, «perante os discursos de ódio e censura» que proliferam por parte de determinadas organizações políticas como Vox.

A campanha recolhia testemunhos em primeira pessoa de jovens da região que reclamam o direito de «ser livres para ser diferentes», pondo o foco no valor da diversidade.

Triângulo mantém na planificação estratégica a intervenção educativa e desenvolvimento do Plano Educativo {LGBTI} como prioridades e assinala o risco de recuo em matéria de diversidade se não se aborda a pluralidade como positiva. Com a campanha, protagonizada por jovens {LGBT} e por filhas e filhos de famílias {LGBT}, querem voltar a {visibilizar} a necessidade de trabalhar para previr as violências, acosso e situações de discriminação que ainda se sofrem por diversidade familiar, sexual e/ou de género.