+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

«Se o campo não funciona, as cidades também não»

 

04/02/2020

Para além de a {reunció} celebrada ontem em Madrid, a ressaca das últimos protestos dos agricultores extremenhos, à que precederam os andaluzes, mantém o foco político na região. O porta-voz do PP, Fernando Pizarro, denunciou que o sector agrário extremenho não tem o apoio nem do Governo regional nem {nacinal} e «a paciência» dos agricultores «se tem terminado».

«Extremadura conta com terras férteis, pessoas qualificadas e uma infraestrutura importante, mas não temos a ajuda da Administração regional e nacional para ajudar à sustentabilidade deste sector produtivo», assinalou durante uma conferência de imprensa em Mérida. «Se o campo não funciona, as cidades também não», advertiu Pizarro, quem mostrou a incerteza que gera a próxima negociação da PAC porque «sempre se a encontrou feita: tanto/golo em 2007 quando herdou a negociação de Rodríguez Ibarra, como em 2015 quando José Antonio Monago tinha garantido a rendimento agrário», manifestou. A isto acrescenta medidas do Governo central como as plantações de cava, «o que reflete a pouca intenção de ajudar a Extremadura».

Por seu lado, desde/a partir de o PSOE extremenho fizeram ontem um apelo ao diálogo e à «unidade de ação» de todas as formações políticas na Extremadura, das organizações agrárias e dos governos regional e central para solucionar o principal problema que tem o campo, que é o dos baixos preços em origem.

O porta-voz socialista, Juan Antonio González, destacou que uma vez identificado esse grave problema, agora «deveríamos remar todos a uma» para resolvê-lo e desativar deste modo também «os interesses ocultos» por {pate} dalguns que querem tirar jogo/partido das reivindicações dos {agricutores}, disse, acusando a Vox de repartir propaganda eleitoral no protesto.

González valorizou como um «bom primeiro passo» que o presidente da Junta se {reuniera} na sexta-feira passada com as organizações agrárias e acrescentou que também é um bom ponto de partida que a criação a Assembleia duma comissão para o estudo do principal problema dos agricultores e pecuários. EFE