Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Os registos automóveis crescem um 8%


07/01/2019

 

Na Extremadura se matricularam no passado ano 15.714 automóveis e todo-o-terreno, o que supõe um aumento de 8% em relação ao 2017, um ponto mais que em Espanha, onde se contabilizaram 1.321.438 unidades. Além disso, com 1.353 veículos vendidos, um 1,7% mais, a comunidade foi uma das três únicas regiões onde cresceram as vendas em Dezembro. Tendo em conta só/sozinho o mercado de particulares, o crescimento na região foi do 6,8% durante o exercício passado, face ao 3,7% contabilizado a nível nacional.

Por marcas, Seat e {Hyundai}, lideraram, praticamente à par, as vendas na Extremadura, com 1.249 e 1.246 unidades comercializadas, respetivamente, de acordo aos dados facilitados pela patronal dos concessionários Faconauto. Seguidamente, também muito perto, aparece Peugeot (1.239 registos automóveis), acima de Renault (1.168); {Dacia} (1.081); {KIA} (1.055); Volkswagen (1.042); Opel (1.020); e {Citroën} (1.006).

Embora poucas, também teve registos automóveis de firmas/assinaturas automobilísticas de luxo no 2018 na Extremadura. Desta forma, se registaram sete {Maserati}, seis {Porsche}, três {Infiniti}, outros tantos {Tesla} e um McLaren

En o conjunto/clube do país, os registos automóveis desceram em Dezembro, uma tendência «excecional para um fecho de ano» e que «só/sozinho pode explicar-se baixo/sob/debaixo de a ótica da fraqueza da procura, sobretudo se tivermos em conta a queda/redução no canal de particulares», assinalou {Noemi} {Navas}, diretora de Comunicação de {Anfac}, a associação de fabricantes de automóveis, que salientou que «o consumidor tem perante si um panorama de muita incerteza face a enfrentar a aquisição de um veículo, devido às diferentes declarações realizadas nos últimos meses».

As notícias mais...