+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Recuperados 28 milhões de {€} de {impagados} à Segurança Social

1.700 trabalhadores têm alargado sua jornada laboral após as inspeções. O departamento contra a fraude tem {aflorado} 4.500 empregos irregulares

 

Um trabalhador da construção trabalha numa terraço numa imagem captada no passado verão. - MANUEL LORENZO

REDACCIÓN
17/01/2020

La lavor/trabalho da Inspeção de Estreitamente permitiu recuperar mais de 28 milhões de euros de cotizações {impagadas} à Segurança Social na Extremadura durante os 19 meses de vigência do Plano Diretor por um Estreitamente Digno que pôs em marca o Governo em Julho de 2018.

Assim o revelou ontem o diretor da Escritório Nacional de Luta contra o Fraude na Inspeção de Estreitamente e Segurança Social, Juan Grangel, antes de participar em Mérida na Comissão Operacional Territorial da Inspeção de Estreitamente.

{Granjel} indicou aos meios de comunicação prévio à reunião de ontem que estão contentes com os resultados desse plano diretor, que concluirá este 2020, mas especialmente na Extremadura, segundo informa EFE.

EMPREGOS {AFLORADOS} / Dentro da parte {competencial} do Estado, o responsável deste departamento explicou que têm {aflorado} 4.500 empregos que estavam em «economia irregular» na comunidade autónoma, para além de ter alargado a jornada a 1.700 trabalhadores.

Também, destacou que se têm recuperado mais de 2,5 milhões de euros de salários por faltas de pagamento ou porque se pagavam abaixo da quantia devida, como o salário mínimo.

Juan Grangel esclareceu que o trabalho da Inspeção de Estreitamente vai para além de as infrações ou as sanções, porque também se recuperam cotas à Segurança Social {impagadas}, como os citados 28 milhões de euros, ou atuam como mediadores na convocatória de greves, entre outros cometidos.

Finalmente, assegurou que em matéria infratora a Comunidade Autónoma da Extremadura está na média/meia nacional.