+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

¿Que acontece quando se renúncia?

 

07/03/2020

¿Que acontece quando um herdeiro não quer aceitar o património que se lhe deixou em herança? Desde/a partir de o Conselho Geral do {Notariado} se explica que existem multidão de supostos nestes casos de rejeição em função de se existem um ou vários herdeiros e de se a renúncia é levada a cabo só/sozinho por algum ou por todos eles.

Desta forma, se uma pessoa dos herdeiros renúncia a seu parte —a rejeição, como a aceitação, é um ato unilateral que pode fazê-lo cada herdeiro com independência do resto—, exceto que o causante tivesse estabelecido uma cláusula de substituição em seu testamento para tal situação, esta se reparte entre os que sim a têm aceite. «A complexidade surge quando os herdeiros situados na primeira linha de sucessão renunciam. Nesse caso, dado que a herança não desaparece, concorreriam as sucessivas linhas de herdeiros estabelecidos pela lei para a sucessão sem testamento», se precisa. Isto é, se iria passando de filhos dos herdeiros, a netos ou ulteriores descendentes, ascendentes, se os tivesse, irmãos, sobrinhos ou primos do falecido.

Se acontece que todos estes possíveis herdeiros {renunciaran} à herança, esta corresponderia ao Estado, segundo o regime do Código Civil, ou à correspondente comunidade autónoma ou Assembleia provincial Foral, segundo os regimes civis especiais.