Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 18 de agosto de 2019

A proteção da segurança cidadã poderia vulnerar os direitos {personalísimos}


22/07/2019

 

En o artigo 18 da Constituição Espanhola, onde se enunciam os direitos ao honra, à intimidade e à própria imagem se salienta que em «nos últimos anos tem recebido uma grande importância a necessidade de proteção da intimidade frente a determinados controlos de carácter geral como são os que implica a utilização da videovigilância, desenvolvida pela Lei Orgânica 4/1997, pela que se regula a utilização de câmaras de vídeo pelas Forças e Corpos de Segurança em lugares públicos». A lei orgânica mencionada trata de garantir o respeito a esses direitos pondo como condição para o uso de câmaras telemóveis que exista um perigo concreto para a segurança cidadã. Além disso, salvo no caso de que os factos/feitos gravados {constituyeran} infrações penais ou administrativas graves, as gravações serão {destruídas} no prazo máximo de um mês desde sua captação. Toda pessoa interessada poderá exercer os direitos de acesso e cancelamento das gravações onde figure.

As notícias mais...