Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 13 de novembro de 2018

Plasencia e {Sevilla} reclamam a Fomento o comboio Via da Prata

Uma protesto e uma moção demandam a conexão por caminho de ferro de ambas cidades. Denunciam que o excesso de investimento no TGV prejudica ao traçado convencional

AGENCIAS region@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA/ SEVILLA
13/02/2018

 

Una protesto e uma moção para reclamar que a capital {hispalense} e a do Jerte estejam de novo conetadas por caminho de ferro. O Movimento pelo Comboio Ruta de la Plata tem instou ontem ao Ministério de Fomento a recuperar o comboio entre Plasencia e {Sevilla} e defendeu que restaurar e potenciar este corredor «para além de possível e muito pouco/bocado custoso, é muito necessário».

À volta de uma trintena de pessoas se concentraram ontem na estação de caminho-de-ferro de Plasencia contra o desmantelamento das vias e a favor da reabertura do antigo corredor ferroviário da Via da Prata.

Rosa García, membro da Coordenadora Estatal pelo Caminho de ferro Convencional e de Movimento pelo Comboio Ruta de la Plata, denunciou o «descalabro e situação catastrófica do comboio convencional na Extremadura».

«Em nosso empenho por recuperar o comboio Ruta de la Plata, {planteamos} hoje também o alargamento dos serviços atuais de {Sevilla} a Cáceres para continuar a Plasencia, algo que é necessário e facilmente realizável», disse.

No seu entender, resulta «vergonhoso, lamentável e penoso» que para ir de Plasencia a {Sevilla} em comboio seja necessário fazer noite em Cáceres, e que para ir desde Cáceres a {sevilla} se tarde quase cinco horas num percurso/percorrido de 333 quilómetros.

«Recuperar a conexão entre Plasencia e {Sevilla} é algo pouco/bocado custoso e só/sozinho depende da vontade política dos nossos governantes. Sabemos que se se recupera será numa situação penosa mas preferimos ter comboio a não tê-lo», apontou.

De igual forma, Rosa García sublinhou que a deterioração no comboio convencional vem motivada pelo excesso de investimento no TGV.

Entretanto, o grupo municipal de Izquierda Unida no Câmara Municipal de {Sevilla} reclamará no próximo plenário/pleno da Câmara Municipal {hispalense}, através de uma moção, que a instituição inste ao Ministério de Fomento a recuperar a linha ferroviária entre a capital andaluza e Plasencia, após 20 anos incomunicadas entre sim apesar de que existem o traçado, as vias e os comboios.

As notícias mais...