Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 22 de junho de 2018

O plano de saúde mental aborda já quase a metade de seus objetivos

EFE MÉRIDA
11/01/2018

 

O III Plano Integral de Saúde Mental da Extremadura 2016-2020 atua já sobre/em relação a 20 dos 50 objetivos que inclui, segundo explicou ontem o conselheiro de Saúde e Políticas Sociais, José María Vergeles, antes de presidir a a reunião o Conselho Regional de Saúde Mental, para fazer um seguimento deste programa.

Neste órgão consultivo, que reúne-se pelo menos duas vezes ao ano, o conselheiro mostrou sua satisfação pela evolução do plano e destacou os esforços em «criar mais rede de serviços, como a {pronta} posta em marcha da Unidade de Saúde Mental {Infanto}-Juvenil da área de saúde Dom Benito-Villanueva de la Serena». Também referiu-se ao incremento dos recursos no âmbito comunitário, tirando a concurso mais praças/vagas nos centros de reabilitação para transtornos mentais graves. Neste quadro se inscrevem também as reformas previstas nos centros sociosanitários de Mérida e Plasencia por montante de 8,5 milhões de euros e o investimento no centro de Valcorchero para criar um centro de Saúde Mental, fundamentalmente para a infância e a adolescência.

Vergeles assinalou também que se trabalhou intensamente no transtorno mental grave, com a posta em marcha de protocolos de atenção e de segurança para pacientes e trabalhadores. Também se tem atuado no programa de transtornos do espectro autista e, nestes momentos, indicou, se está a trabalhar no voluntariado e numa nova site de saúde mental da região.

As notícias mais...