Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 26 de septembro de 2017

Monago se atribui a recuperação do Talgo na região

EFE MÉRIDA
12/09/2017

 

O presidente do PP da Extremadura, José Antonio Monago, se atribuiu a posta em marcha de um centro de manutenção de comboios, que estará localizado em Badajoz, e a recuperação do Talgo Madrid-Badajoz que desapareceu em 2010, como resultado de suas gestões perante o Ministério de Fomento. Assim o afirmou ontem a pergunta dos jornalistas sobre/em relação a as próximas reuniões previstas com {Renfe} e o Administrador de Infraestruturas Ferroviárias ({Adif}) para melhorar o serviço de comboios na Extremadura de hoje terça-feira em Mérida.

Apesar dos numerosos incidentes tidos, no mês de Agosto o presidente da Junta de Extremadura, Guillermo Fernández Vara, não chamou nem uma só vez ao ministro de Fomento, Íñigo de la Serna, segundo o líder do PP. Monago, segundo revelou ontem, sim fê-lo em duas ocasiões: para pedir um centro de manutenção e para recuperar o Talgo que o Governo de José Luis Rodríguez Zapatero eliminou no ano 2010.

Em ambos casos obteve o acordo/compromisso do ministro, assinalou o líder do PP, quem considerou se está avançando, que temos de seguir/continuar melhorando, mas que «não é tema mais importante da região».

Para ele, este assunto se tem «{oxidado}» durante décadas, pois Rodríguez Zapatero e Fernández Vara prometeram o TGV para o 2010, mas «ninguém disse nem {mu}» perante este incumprimento, o mesmo que aconteceu quando desapareceu o Talgo ou o comboio Ruta de la Plata ou quando o ministro José Blanco, «retirou o Eixo 16» ferroviário a Extremadura.

As notícias mais...