Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 26 de septembro de 2017

La Junta lamenta que Monago “se pendure a medalha” do Talgo


13/09/2017

 

La porta-voz da Junta, Isabel Gil Rosiña, acusou ontem ao líder do PP, José Antonio Monago, de «pendurar-se a medalha» e querer «re-escrever a história» em matéria ferroviária após assegurar que o Talgo entre Badajoz e Madrid que {Renfe} quer pôr em serviço em 2018 e a base de manutenção de comboios que prevê abrir em Badajoz são fruto de suas gestões com o Ministério de Fomento.

«Se algo bom há com toda esta reivindicação do comboio é que não é dos políticos, e as medalhas {probablmente} também não, pois já há uma reivindicação social na Extremadura por que as infraestruturas desta região sejam doutra maneira», afirmou a porta-voz, que se perguntou se Monago «quer que os extremenhos lhe dêem as graças porque em verão se lhe ocurreu levantar o telefone para pedir para Extremadura». Segundo Gil Rosiña, a Junta já exigiu «por escrito/documento» aos responsáveis de {Renfe} a necessidade de mudar os comboios e a reabertura de um oficina na reunião que teve lugar o passado Julho em Madrid a minutas do Pacto pelo Caminho de ferro assinado na região.

Frente a estas críticas, a porta-voz do PP na Assembleia, Cristina Teniente, insistiu ontem em que a situação do caminho de ferro na Extremadura se combate lutando, mas também com «conversações com o ministério, transferindo as reivindicações, os problemas, as procuras e as exigências, que é o que fizeram o PP e José Antonio Monago desde a absoluta lealdade institucional».

Por seu lado, desde PSOE e Podemos advogam por seguir/continuar na mobilização. O porta-voz socialista, Valentín García, criticou que {Renfe} se limite a oferecer à região comboios Talgo «de terceira ou quarta mão» e abrir um oficina em Badajoz «para {enganchar} cabos». O líder de Podemos, Álvaro Jaén, destacou «o exemplo de mobilização e o empurrão que deu a cidadania» para além de as reuniões e formalidades. Desde Ciudadanos instaram ao ministério a investir na região.

As notícias mais...