Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 22 de septembro de 2018

A Junta exige garantias na custodia das provas


08/06/2018

 

A Conselheria de Educação e Emprego exige à Uex «máximas garantias» na custodia das provas de avaliação de Ensino secundário para o acesso à universidade ({EBAU}). A conselheira, Esther Gutiérrez, que esteve em contacto com a equipa reitoral desde que teve suspeita da irregularidade, exigiu «medidas urgentíssimas, justas e rigorosas», que se {blinde} a custodia e se depurem responsabilidades. Para além de «soma prudência para não gerar alarma social diante da celebração das provas, e se tenham desenvolvido com total normalidade».

Gutiérrez instou à Uex «a esclarecer os factos/feitos para constatar se se produziu, ou não, um erro na cadeia de custodia das provas e, portanto, a igualdade não estivesse garantida» relativamente às provas realizadas na quarta-feira (Matemáticas, Latim, Fundamentos do Arte, Matemáticas Aplicadas às Ciências Sociais, Geologia, Grego e Design). Educação exigiu «decisões imediatas», com o que a Comissão Organizadora da {EBAU} decidiu repetir os exames em causa. A Junta lamenta a decisão mas «é a única maneira de restituir os princípios de igualdade, mérito e capacidade que foram vulnerados» e vê imprescindível garantir que o os alunos seja avaliado em igualdade de circuntâncias.

As notícias mais...