Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 15 de dezembro de 2018

A cifra de falecidos por gripe se eleva a sete, cinco deles na última semana

40 dos 51 casos hospitalizados tinham fatores de risco

REDACCIÓN CÁCERES
12/01/2018

 

Sete pessoas, todas maiores/ancianidade de 75 anos, faleceram com infeção confirmada de gripe desde o início da época de vigilância do vírus na Extremadura, na qual os hospitais extremenhos têm notificado 51 casos de pacientes graves hospitalizados com esta doença infeciosa.

Segundo o relatório/informe da Subdireção de {Epidemiología} da Direção Geral de Saúde Pública do SES, os hospitais extremenhos têm notificado 15 novos casos graves ingressados com gripe e o falecimento de cinco desses pacientes durante a semana que finalizou no domingo passado 7 de Janeiro.

Dos casos graves, 32 receberam já o alta hospitaleira enquanto 12 permanecem ingressados em diferentes hospitais da comunidade. Além disso, 40 dos 51 pacientes que foram hospitalizados tinham um ou vários fatores de risco: doença cardíaca crónica (27 casos), diabetes (12) doença pulmonar e doença renal crónica (11 casos cada um).

Dos casos graves, pelo menos 29 pacientes (56,86 %) não se tinham vacinado contra o vírus da gripe, enquanto 13 sim o tinham facto/feito (25,49 %) e nos outros 9 casos não consta.

Entre os sete falecidos pelo menos quatro não se tinham vacinado, enquanto num caso não consta.

À diferênça de anos anteriores, quando o vírus dominante era de tipo A, esta época o vírus causal da infeção na maioria dos casos graves (40) foi de tipo B, e somente 11 de tipo A, segundo as análises do laboratório de vigilância da gripe do Hospital San Pedro de Alcántara de Cáceres.

O mesmo está a acontecer no resto de Espanha, onde o 75% dos vírus detetados pelo sistema sentinela são de tipo B e o 25 % de tipo A. No conjunto/clube do país, se têm notificado 912 casos graves e 86 defunções associadas à gripe.

A taxa de incidência semanal da gripe na Extremadura subiu desde os 107 casos por cada 100.000 habitantes da semana anterior até 127,26 casos/100.000 habitantes da semana que finalizou no domingo passado, abaixo da taxa de incidência nacional que foi de 212,8 casos por 100.000 habitantes.

O Executivo extremenho salienta a importância da vacinação contra a gripe, doença que afetou no passado ano na Extremadura a umas 23.000 pessoas.

As notícias mais...