Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 26 de septembro de 2017

Campanha com 400 agentes para o controlo do cinto de segurança

A Guardia Civil também controlará o uso dos sistemas de retenção infantil. Cristina Hererra sustenta que ainda existem «problemas de consciencialização»

REDACCIÓN
11/09/2017

 

A Dirección General de Tráfico ({DGT}) vai a dar início desde hoje até no próximo domingo dia 17 uma nova campanha especial de vigilância e controlo sobre/em relação a o cinto de segurança e os sistemas de retenção infantil ({SRI}).Para isso, a Agrupamento de Trânsito da Guardia Civil vai estabelecer um dispositivo especial nas estradas extremenhas com a participação duns 400 agentes.

A delegada do Governo na Extremadura, Cristina Herrera, recorda que embora se tem incrementado o uso do cinto de segurança existem ainda «alguns problemas de consciencialização» neste sentido, «apesar de que está demonstrado que o uso destes sistemas de retenção homologados são o sistema de segurança via mais simples e rentável em tudo tipo de vias e trajetos, para além de ser imprescindível para que o {airbag} possa ser totalmente eficaz».

Neste sentido, temos de ter em conta a relação entre a simplicidade de uso e sua eficácia, já que reduz à metade o risco de morte em caso de acidente. «Nos últimos anos se tem observado uma tendência estável de 25% de vítimas mortais em acidente de viação que não fazia uso do cinto ou {RSIE} em relação ao total registado», sublinha. Na última campanha de Vigilância e Controlo realizada pela {DGT} a nível nacional, se controlaram 341.845 veículos e se denunciaram a 3.083 pessoas, delas 240 por não levar ao menor com sistema de retenção adequado, indica a Delegação do Governo na Extremadura numa nota de imprensa.

denúncias // Na Extremadura, o número total de controlos a tudo tipo de veículos na campanha ascendeu a 11.718 e se interpuseram 79 denúncias por não usar cintos de segurança ou sistemas de retenção infantil. Quanto a automóveis, se realizaram 9945 controlos a automóveis (5.395 na província de Badajoz e 4.550 na de Cáceres). De todos eles, 27 condutores (19 e 8, respetivamente) não levavam o cinto de segurança, isto é, o 0.265%.

Enquanto, quatro menores (todos eles na província de Badajoz) não levavam o cinto de segurança os menores de idade com estatura igual ou menor de 135 centímetros (um na parte dianteira e 3 na traseira) de um total de 578 controlos do cinto de segurança e sistemas {SRI} a menores na região. Ao todo, o número de denúncias a automóveis ascendeu a 60 (39 na província de Badajoz e 21 em Cáceres). Também se realizaram controlos a táxis (184 ao todo) e autocarros (229) mas todos os condutores e acompanhantes cumpriam o regulamento. No entanto, sim teve incidências nos veículos de mercadorias, nos que se realizaram um total de 1.360 controlos, e foram denunciados um total de 19 (16 na província de Badajoz e três na de Cáceres.

Um dos objetivos do Plano Estratégico de Segurança Via é que nenhum menino perca a vida por não ir corretamente sentado numa cadeira adequada para seu peso e talha. Um menino sem sujeição multiplica por cinco as possibilidades de sofrer lesões mortais ou graves. Se se tivesse utilizado sistemas obrigatórios, nove de cada dez lesões infantis graves ou mortais se teriam evitado.

As notícias mais...