+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

As mulheres são as que costumam entrar com o seu filho

 

23/02/2020

O acompanhamento é voluntário. As estatísticas confirmam que todos os pais aceitam e que quase sempre são as mães as que entram. «É um método excelente para que os pacientes estejam mais tranquilos. Além disso, a mamã colabora com os médicos na hora, por exemplo, de realizar o teste de segurança prévio a qualquer operação. Lhes dizem coisas a seus filhos, lhes cantam canções, conseguem reduzir sua ansiedade e quando o menor está inconsciente, a {invitamos} a sair. Quando o menino ou a menina se desperta o primeiro que vê é a cara de a sua mãe. Antes, quando não estava permitido esse acompanhamento, se viviam situações tensas. Mesmo, {inmovilizábamos} aos meninos mais nervosos ao despertar. A sabedoria popular diz que o menino que se dorme tranquilo se desperta tranquilo e que o que o faz chorando se desperta chorando. Pois igual num sala de operações», resume o médico/ doutor {Sanabria}. Os benefícios do acompanhamento materno não só/sozinho se dão nos minutos e horas posteriores à intervenção mas também passado um mês. «Após passar por um sala de operações muitos meninos podem sofrer pesadelos ou ansiedade pela separação de a sua mãe, ou ter transtornos na alimentação ou não controlar o {pis}». Está demonstrado que o acompanhamento minimiza os efeitos colaterais.