Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 3 de abril de 2020

As igrejas de {Romangordo} e Miajadas já som de interesse/juro cultural

Também se inclui nesta catalogação os {menhires} da bacia do {Ardila}

REDACCIÓN region@extremadura.elperiodico.com CÁCERES
12/03/2020

 

O Conselho de Governo da Extremadura tem acordado declarar Bem de Interesse/juro Cultural a igreja paroquial de Santa {Catalina} ({Romangordo}), a igreja paroquial de Santiago Apóstol (Miajadas) e os {menhires} da bacia do {Ardila}.

Em reunião ordinária, o Governo regional também tem ordenado a publicação dos dados da declaração anual da situação financeira e patrimonial apresentada pelo presidente da Junta e dos membros do Conselho de Governo, bem como por seus cônjuges ou pessoas com as que mantenham uma relação analógica à conjugal.

Em matéria de Cultura, o Executivo declarou Bem de Interesse/juro Cultural ({BIC}), com categoria/escalão de monumento, a igreja paroquial de Santa {Catalina}, em {Romangordo}, na qual destaca seu «excecional cobertura {artesonada} mudéjar», um dos exemplos mais relevantes deste estilo artístico na Extremadura.

Similar declaração foi outorgada à igreja paroquial de Santiago Apóstol, em Miajadas, uma construção de grande valor histórico-artístico cujo origem se situa em torno de 1348 embora o edifício conservado é posterior.

O terceiro decreto de Bem de Interesse/juro Cultural, mas com categoria/escalão de Zona de Interesse/juro Arqueológico, foi aprovado para os {menhires} da bacia do {Ardila}, entre Valencia del Ventoso e Fregenal de la Sierra.

Trata-se de um conjunto/clube de seis peças monolíticas de granito ({menhires}), que som conhecidas como O Rabanete, O {Lagarto} e Fuente Abajo (no concelho de Valencia del Ventoso) e A {Pepina}, A Alavanca do Mouro e Três Termos (no concelho de Fregenal de la Sierra).

SAÚDE / Em matéria sanitária, o Conselho deu luz verde ao Servicio Extremeño de Salud para a contratação de lotes para o fornecimento de medicamentos {epoetinas} ({alfa} e {beta}) por um valor conjunto/clube de 3,1 milhões de euros. Trata-se de medicamentos de uso hospitaleiro indicados para o tratamento da anemia sintomática associada a insuficiência renal crónica em adultos e pacientes pediátricos.

Também, tem aprovado um convénio de colaboração com a UEx e as confederações hidrográficas do Tejo e o Guadiana para o intercâmbio de dados hidrológicos. O objetivo deste acordo é regular/orientar a colaboração para o estabelecimento das bases técnicas e administrativas que permitam o intercâmbio dos dados das estações automáticas sobre/em relação a o estado hidrológico dos rios que decorrem por Extremadura.

As notícias mais...