+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

As execuções hipotecárias caem um 44% na Extremadura

 

REDACCIÓN
10/03/2020

As execuções hipotecárias experimentaram na Extremadura uma descida do 44% em 2019, com um total de 322, a cifra mais baixa registada desde/a partir de 2007, segundo o relatório/informe ‘Efeitos da crise económica nos órgãos judiciais’, publicado pelo Conselho Geral do Poder Judicial. Também diminuíram os lançamentos, tanto/golo os derivados da aplicação da Lei de Arrendamentos Urbanos ({LAU}), com um total de 410, como os derivados das execuções hipotecárias (230).

Catalunha (com 12.446, o 23% do total nacional) foi a comunidade na qual se praticaram mais lançamentos, seguida/continuada por Andaluzia (com 8.806) e a Comunidade Valenciana, com 7.390. Atendendo só/sozinho aos lançamentos consequência de procedimentos derivados da {LAU}, a classificação a encabeça também Catalunha, com 8.427, seguida/continuada por Andaluzia, com 5.135; a Comunidade de Madrid, com 4.849, e a Comunidade Valenciana, com 4.486.

Os quatro primeiros postos quanto aos lançamentos consequência de execuções hipotecárias os ocupam Andaluzia (3.117), Comunidade Valenciana (2.633), Catalunha (2.618) e Múrcia (1.427). O número de concursos apresentados em 2019 na Extremadura foi de 124, um 47% mais.