Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 21 de septembro de 2018

O {Árrago} se {blinda} para previr os grandes incêndios

O vale/cerque da zona de Gata já tem definido o plano para aligeirar a masa florestal e reduzir o risco

R. C. CÁCERES
11/06/2018

 

Não será até que passe o verão e portanto a época de alto risco de incêndios em curso seguirá/continuará a mercê dos trabalhos preventivos a pequena escala que se vão levando a cabo. Mas depois, o vale/cerque do {Árrago} e com ele o coração da Serra de Gata se {blindará} para previr incêndios florestais como o que faz quatro anos arrasou quase 8.000 hectares. O plano pelo que se levar a cabo um programa completo de atuações se tem desenhado e já estão definido os terrenos sobre/em relação a os que se atuará e em que medida. De facto nesta semana se publicou no DOE o anúncio pelo que se submete a informação pública a planificação para que durante 20 dias possam apresentar alegações aquelas pessoas cujos direitos ou interesses se possam ver afetados pelo projeto.

As obras previstas estão divididas em dois processos. Um deles é sobre/em relação a montes de titularidade privada ou pública não gerida pela Conselheria de Ambiente, que afeta a 368 hectares dos municípios de {Santibáñez} o Alto, Cadalso, Descargamaría e Robledillo de Gata para trabalhos preventivos e de melhoria de acessos para a extinção de incêndios.

O segundo processo se desenvolverá sobre/em relação a 120 hectares de Montes de Utilidad Pública e dos Câmaras municipais de Descargamaría, Gata, {Santibáñez} o Alto e nos montes propriedade de sociedades de proprietários de Robledillo de Gata e Descargamaría, {consorciados} com a administração e geridos pela Conselheria de Ambiente.

Ao todo se atuará sobre/em relação a mais de 488 hectares no Vale/cerque do {Árrago}, em terrenos incluídos em ao Plano {Prefiex} da Extremadura e nos planos periurbanos dos municípios do Vale/cerque, segundo informam desde a Conselheria de Ambiente.

Mais que corta-fogo

Sobre/em relação a os terrenos se levarão a cabo atuações como {fajas} corta-fogo ({despejar} faixas de vegetação), {fajas} auxiliares (grupos com {desbroce} ou {laboreo}) ou áreas corta-fogo (que se {despejan} parcialmente de árvores e arbustos), tudo isso dentro duma rede de defesa coordenada face aos incêndios. Também se incluem os processos da faixa periurbana, com atuações preventivas nas imediações dos núcleos urbanos.

Todas as intervenções foram declaradas de interesse/juro geral e portanto sua execução a leva a cabo de forma subsidiária a administração. O orçamento é de mais de 2 milhões de euros.

As notícias mais...