Menú

El Periódico Extremadura | Sábado, 23 de septembro de 2017

400 militares extremenhos irão a Líbano em Novembro

REDACCIÓN CÁCERES
14/09/2017

 

Mais de 400 militares extremenhos viajarão em Novembro a Líbano em missão da Organização de Nações Unidas (ONU) e permanecerão ali até Maio de 2018. Assim o anunciou ontem numa conferência de imprensa o general chefe da Brigada de Infantaria Mecanizada ({BRIMZ}) Extremadura XI, Francisco José Dacoba, que apresentou o concerto de música militar que a Unidade de Música de A Guarda Real oferecerá amanhã no Teatro Romano de Mérida.

De forma paralela, uns 300 militares da Extremadura XI continuarão de missão em Letónia.

Segundo detalhou Dacoba, liderarão a missão no sector este de Líbano (ONU) e estarão no comando duma brigada multinacional com quase 4.000 pessoas de dez ou doze países, o que é uma «grande responsabilidade». Aos militares extremenhos se somarão algumas unidades específicas como assessores jurídicos ou a Guardia Civil. «É um esforço grande de preparação, o repto/objetivo está na organização e projeção dos recursos», assinalou o general.

Em relação à missão em Letónia, que se desenvolve desde no passado mês de Maio, Dacoba recordou tratar-se duma operação da Organização do Tratado do Atlántico Norte (NATO) na qual o contingente espanhol está com forças de {Canadá}, Itália, Polonia, Eslovénia e Albânia. O general salientou que o Exército espanhol deu os materiais mais «modernos e potentes», mais de 80, entre carros de combate, veículos de combate, camiões ou blindados.

As notícias mais...