+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Uma exposição sobre/em relação a a repressão franquista se inaugura em A Gota

A mostra estará aberta ao público na primeira planta até ao 5 de Fevereiro

 

NIEVES AGUT prov-caceres@extremadura.elperiódico.com NAVALMORAL DE LA MATA
17/01/2020

O Centro Cultural A Gota de Navalmoral de la Mata acolhe, desde/a partir de na quarta-feira, a exposição que leva por título Repressão franquista e memória democrática na Extremadura, realizada pelo Projeto para a Recuperação da Memória Histórica da Extremadura ({Premhex}). Esta mostra está localizada na primeira planta do edifício e o público poderá assistir a um percurso/percorrido didático da repressão franquista e de seu reverso: a memória democrática, na região. A exposição permanecerá aberta até ao 5 de Fevereiro e consta de painéis, livros e audiovisuais. Concretamente, se distribui em três blocos: repressão, ditadura e memória, por meio de uma vintena de painéis nos que se resumem os principais temas que configuram cada um destes blocos.

A repressão foi um dos pilares da ditadura franquista, embora nesta mostra se analisa vinculada sobretudo à Guerra Civil de 1936 e 1939 e a imediato pós-guerra, onde morte, tortura, cadeia e exílio foram as principais expressões.

Também se dedica outro espaço ao poder/conseguir franquista desde/a partir de o momento do golpe de Estado de 1936, até sua desaparição, mas aqui se analisa primordialmente a partir do final da guerra. Mostra-se com manifestações como o controlo políticos e o isolamento internacional. O último bloco centra-se na luta contra a {desmemoria} desde/a partir de a primeira vítima da repressão e incide no processo de recuperação a partir de 1975.