Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 21 de septembro de 2017

Um livro põe em valor as façanhas do militar o ‘{Sansón} extremenho’

O de Trujillo do qual fala o livro é Diego García de Paredes, nascido no século XV

SOLEDAD GÓMEZ
08/09/2017

 

O investigador de Trujillo Jesús Ruiz publicou um livro sobre/em relação a a figura de Diego García de Paredes (1468-1533) intitulado As campanhas do {Sansón} extremenho, no qual narra a vida e façanhas deste militar, nascido em Trujillo no século XVI. Foi publicado pela editorial Almeia em sua coleção de Guerreiros e batalhas após ter estudado numerosas fontes do Arquivo Geral militar de Madrid, a Academia Militar de Toledo, o Arquivo Histórico Provincial de Cáceres, o Museu do Exército em Toledo, ou o Museu do Palácio das Cegonhas. Segundo seu autor, lhe tem servido de base para documentar-se a investigação «mais completa e profunda» sobre/em relação a {Sansón}, levada a cabo por Miguel Muñoz de San Pedro, Conde de Canilleros, e que expressou num manual em 1946.

O texto deste livro não só/sozinho inclui as proezas do {Sansón} extremenho, mas também procura {ambientar} a época e a situação militar na qual encontrava-se. Para isso inclui um estudo sobre/em relação a as armas e armaduras que se utilizaram entre os séculos XV e XVI, juntamente com uma investigação dos diferentes tipos de tropas com os que se encontrou o extremenho ao longo/comprido de sua corrida/curso militar. O livro conta com mais de 50 fotografias e ilustrações de Francisco García Lucas e Álvaro Mateos Ruiz tais como mapas de situação, planos de distribuição das tropas nas batalhas, e explicação de multidão de armas e elementos de armaduras utilizadas naquela época.

DIVULGAÇÃO/ Ruiz recorda que atualmente não existia uma biografia ao alcance do grande público sobre/em relação a este personagem, que foi mesmo citado por Miguel de Cervantes em O Idealista. Daí que se embarcasse neste projeto, cujo protagonista despertou seu interesse/juro sendo menino «à sombra das explicações que meu avô, Juan Moreno Lázaro, antigo coordenador da Posto de Turismo de Trujillo, dava aos turistas aos que acompanhava em visitas guiadas». Nesses percursos/percorridos, para além de conhecer os principais monumentos da cidade, ouvia as façanhas de Diego García de Paredes nas batalhas em Itália, «vencendo a todos os seus oponentes nos numerosos duelos e batalhas nos que participou». As proezas de Paredes lhe fizeram merecedor dos máximos galardões por parte do rei Fernando o Católico, o imperador {Maximiliano} de Áustria e de seu neto Carlos V.

O autor espera que a publicação sirva para aproximar ao público em geral a figura de «um dos nossos conterrâneos menos conhecidos». Esta não é a primeira obra que trata de atirar luz sobre/em relação a personagens ou acontecimentos da época medieval relacionados com Trujillo e seus arredores, como A Batalha de {Alarcos}. 1195 ou A conquista de {Sevilla}. 1248, da série Guerreiros e batalhas.

As notícias mais...