Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de dezembro de 2018

Doze pessoas resultam feridas numa colisão entre um autocarro e um camião

Três dos viajantes têm resultado feridos graves e estão no hospital de Cáceres. O autocarro tinha impactado com o camião por causas ainda desconhecidas

SOLEDAD GÓMEZ epextremadura@elperiodico.com TRUJILLO
07/06/2018

 

Doze pessoas resultaram feridas ontem, três delas de gravidade, num acidente de viação registado na autoestrada A-5, à altura de Trujillo. O percalço se produziu às 17.35 horas no quilómetro 255, em sentido Madrid, por um alcance entre um autocarro duma linha regular/orientar de viajantes que cobria a rota {Ayamonte}-Madrid e um camião cisterna carregado de penso, quando ambos circulavam no mesmo sentido. Apesar da colisão, cuja causa ao fecho desta edição se desconhecia, nenhum dos dois veículos capotou nem se saiu da via, «embora se consideram até três hipótese diferentes que expliquem o sucedido», segundo manifestou o tenente da Guardia Civil, Rafael Lozano.

Todos os feridos foram transferidos ao hospital São Pedro de Alcántara de Cáceres, dos quais três o foram em estado grave, são dois homens de 80 e 52 anos e uma mulher, cuja idade não se especificou ontem à noite. Além disso, teve outros três feridos menos graves e seis leves de entre 26 e 76 anos. Estes viajantes e o condutor do autocarro sofreram traumas faciais, {cervicales} e em diversas articulações, para além de algumas {fracturas}. Quanto ao condutor do camião cisterna resultou ileso.

Relativamente aos danos materiais, o autocarro sofreu um grave impacto frontal que lhe produziu a rotura/quebra da lua e parte dianteira do veículo, devendo ser retirado pela grua, enquanto o camião pôde abandonar o lugar do acidente sem problemas nem ajuda.

CIRCULAÇÃO/TRÂNSITO/ Informar também que o acidente obrigou a cortar/fechar ambos faixas de rodagem da autoestrada em direção Madrid durante umas duas horas, entre os quilómetros 250 e 259, pelo que o trânsito foi desviado pela estrada {N-V}. A circulação/trânsito foi restabelecida às 19.50 horas uma vez que intervieram os serviços de limpeza rodoviária. Até ao lugar do acontecimento se deslocaram sanitário, três ambulâncias do Servicio Extremeño de Salud (SES) e outras duas a Cruz Vermelha, bem como efetivos sanitários dos Pontos de Atenção Continuada (PAC) de Trujillo e Madroñera. Também foram ao lugar do sinistro agentes da Guardia Civil e do Serviço de Bombeiros, para além de uma equipa de manutenção de estradas, segundo informaram fontes do Centro 112 de Emergências da Extremadura.

As notícias mais...