Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 20 de junho de 2018

O condutor que matou a um ciclista tinha tomado drogas

Foi detido e posto em liberdade por um alegado homicídio imprudente

REDACCIÓN provcaceres@extremadura.elperiodico.com PLASENCIA
10/01/2018

 

Enrique Paniagua Alonso, um jovem de Barrado de 32 anos, foi atropelado no passado 20 de Dezembro quando circulava com sua bicicleta em companhia de outro ciclista pela estrada que une Arroyomolinos de la Vera e Barrado. O condutor do veículo que o atropelamento, A.P.P., deu positivo em três tipos de droga.

O confirmou ontem a Delegação do Governo, quem informou de que o condutor do carro foi detido no passado 6 de Janeiro por efetivos da Guardia Civil. Se lhe investiga por dois delitos, homicídio imprudente e condução sob os efeitos das drogas, porque deu positivo em cocaína, canábis e {anfetaminas}.

A Guardia Civil lhe tomou declaração e lhe deixou em liberdade e é o tribunal de Instrução número 1 de Plasencia quem leva o caso e deverá decidir se toma alguma outra medida contra ele. Por enquanto, o tribunal recebeu já a instrução do caso levada a cabo pelos agentes da Guardia Civil. Esta inclui o relatório/informe do laboratório com o resultado do positivo em drogas, para além do relatório/informe realizado no local do acidente e a toma de declaração do próprio condutor.

AS PENAS / A Delegação do Governo recordou ontem que o Código Penal recolhe/expressa por homicídio imprudente uma pena de 1 a 4 anos de prisão e privação do direito a conduzir veículos a motor de 1 a 6 anos. Por conduzir sob os efeitos das drogas, a pena prevista seria de prisão de 3 a 6 meses ou multa de 6 a 12 meses ou trabalho em benefício da comunidade de 31 a 90 dias e privação do direito a conduzir veículos a motor de 1 até 4 anos.

O dia do acontecimento, o 112 recebeu o aviso às 16.40 horas. Fontes próximas à vítima informaram nessa altura a este jornal de que um veículo negro, que circulava em direção a Arroyomolinos de la Vera, tinha invadindo o faixa de rodagem contrário de forma repentina e atropelado ao ciclista, o que não confirmaram fontes oficiais. As mesmas fontes disseram que o acidente causou a morte instantânea do ciclista, ao impactar seu corpo contra um muro de betão duma quinta. {Panigua} era membro do clube ciclista {Picota} {Bike}, ciclista profissional desde fazia mais de dez anos.

As notícias mais...