Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 29 de março de 2020

Concedido um prémio ao aguardente de cerejas do Valle del Jerte em {Sevilla}

Da associação de jornalistas e escritores do vinho

REDACCIÓN / AGENCIAS VALLE DEL JERTE
22/04/2019

 

O Aguardente de Cerejas do Valle del Jerte de la Agrupación de Cooperativas del Valle del Jerte, em {Valdastillas}, foi reconhecido nos prestigiosos prémios anuais da Associação Espanhola de Jornalistas e Escritores do Vinho ({Aepev}), celebrada na sexta-feira passada nas instalações de Adegas Salgado, em {Umbrete} ({Sevilla}).

O ato contou com a assistência, entre outros, duma nutrida representação de taberneiros/bodegões espanhóis, de membros da {AEPEV}, do júri deste certame, de presidentes da câmara municipal e representantes de associações empresariais da província, e da Associação de Vinhos e Licores de {Sevilla}, organizadora junto a {Prodetur}, da viagem de {familiarización} que tem precedido a estes galardões.

Em linhas gerais, Andaluzia se tem erigido como a Comunidade Autónoma mais premiada, com oito vinhos e {espirituosos}. Lhe segue/continua Galiza, com seis marcas; Catalunha, com quatro; Castela e Leão e Navarra, com três; Castela-A Mancha e Comunidade Valenciana, com dois; e Baleares, Extremadura, A Rioja, Múrcia e País Basco, com um galardão.

Também, a Fundação para a Cultura do Vinho se tem levantado com o III Prémio Tácito, criado pela {AEPEV} para reconhecer o trabalho de projetos, instituições ou pessoas cuja atividade favorece a difusão de aspetos culturais do vinho.

Este prémio é um estímulo mais para seguir/continuar trabalhando com este produto tão cobiçado.

As notícias mais...