Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 18 de dezembro de 2018

As {Purificás} celebram-se o próximo 2 de Fevereiro

Aspira a ser Festa de Interesse/juro Turístico Regional

JESÚS BAÑOS MONROY
12/01/2018

 

Esta festividade sempre esteve ligada à confraria de Nossa Senhora do Rosário. Em 1889 ao fundar-se a festa das {Candelas} as purificadas eram quatro mulheres que no ano tivessem tido seu primeiro filho e que, tal como a Virgem, iam ao templo a purificar-se e a oferecer o menino. Cantavam as {coplas}, cujo origem parece ser que se remonta ao medievo, ao são da {pandereta}. A oferenda não era a rosca de {piñonate} que hoje se faz, mas frutos da terra como cereais, enchidos, ovos, queijos, etc., segundo as possibilidades do {oferente}. Depois de/após missa se leiloavam todos estes produtos. As purificadas iam vestidas à {usanza} da época. Não existiam os fatos regionais e o distintivo era uma mantilha branca à cabeça. A primeira rosca se ofereceu na primeira década de 1800, mas não se sabe com certeza se era de {piñonate} ou doutra classe de doce. Se tem conservado através dos tempos e sua importância chegou a ser tal que o município se animou faz já tempo a solicitar sua declaração como “Festa de Interesse/juro Turístico Regional”. A cita/marcação/encontro será o dia 2. Uma vez iniciada a missa, e após finalizar a homilia, chega o momento mais importante. As portas do templo se abrem e começa o flatulencia processual da Virgem até ao altar, acompanhada das {Purificas}.

As notícias mais...