Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de novembro de 2017

Abre o primeiro centralismo formativo de Europa em ensinar cozinha peruana

O chefe de cozinha peruano Martín Cárdenas fez cozinha ao vivo de pratos {andinos}

SOLEDAD GÓMEZ prov-caceres@extremadura.elperiodico.com TRUJILLO
07/09/2017

 

O centro de inovação gastronómica i-{Gastrolab} de Trujillo será a primeira escola culinária de Europa em dar licenciaturas oficiais de gastronomia peruana, após o acordo subscrito entre o presidente da Câmara Municipal da cidade, Alberto Casero, e o presidente da Universidade de São Ignacio de Loyola de Lima, Raúl Díez Canseco. A assinatura tem tido lugar no Parador Nacional de Turismo de Trujillo, no decurso de um evento no qual o famigerado chefe de cozinha peruano Martín Cárdenas fez uma demonstração ao vivo de cozinha de seu país, após o qual se serviu um aperitivo com alguns dos pratos mais representativos da gastronomia {andina}.

Segundo o protocolo assinado, ambas partes comprometem-se a desenvolver atividades relacionadas principalmente com a formação em cozinha peruana a cargo da Universidade de São Ignacio de Loyola de Lima ({USIL}), o qual implicará intercâmbios de estudantes e docentes entre ambas instituições, para além de outras ações.

Com esta iniciativa a Câmara Municipal de Trujillo dá um passo decisivo em sua estratégia para colocar à localidade como um dos referentes de Espanha em matéria de gastronomia e turismo {gastrocultural}. Durante sua intervenção, o presidente da Câmara Municipal destacou que a globalização faz com que se procure o autêntico e a essência do que cada país pode dar, daí que Trujillo, que recebe anualmente meio milhão de turistas, veja «como uma oportunidade importante em matéria de turismo apostar em a gastronomia como um elemento mais diferenciador de a sua oferta». O centro, disse, será ponteiro em inovação, desenvolvimento e criatividade, e servirá para formar às pessoas que se dediquem a este âmbito «para o que temos procuramos como elemento diferenciador dar-lhe uma marca diferente apoiando'ns na universidade {limeña}». Por outro lado, Raúl Díez agradeceu a Espanha seu ajuda em «descobrir, enriquecer e posicionar» a gastronomia peruana, que está entre as cinco melhores do mundo, graças ao descobrimento de América.

A partir do acordo com dita universidade, Trujillo pretende converter-se numa embaixada gastronómica e cultural permanente de Peru na Europa. Deste modo, servirá de plataforma desde a qual os profissionais e empresários peruanos poderão oferecer os seus conhecimentos nas melhores condições para que tenham o maior êxito possível em Espanha e países do ambiente.

MAIS QUE UMA ESCOLA/ Segundo o convénio subscrito, o carácter vanguardista da cozinha peruana, mas ao mesmo tempo {apegada} às tradições mais ancestrais, encaixa «à perfeição» no projeto de i-{Gastrolab}. O mesmo pretende ir para além de uma mera escola de hotelaria para abrir a seus professores e alunos todas as possibilidades que o {mestizaje} e a experimentação oferecem.

As notícias mais...