+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O SES reafirma que «nenhum recurso» do hospital será desmantelado nem transferido

UGT convoca paros de 10 minutos diários às portas do centro

 

Hospital de Zafra, numa imagem de arquivo. - EL PERIÓDICO

EUROPA PRESS/REDACCIÓN MÉRIDA
24/01/2020

O SES reafirmou ontem «nenhum dos recursos» do Hospital de Zafra será desmantelado nem transferido a outro centro. Deste modo, «desmente rotundamente» por meio de um comunicado as notícias aparecidas em redes sociais sobre/em relação a o possível transferência dalguns serviços a LLERENA, relativamente a o que assegura que é «bem pelo contrário», já que seus planos passam por «seguir/continuar melhorando o hospital, como o projeto de alargamento para potenciar o serviço de reabilitação».

Também disporá em breve de um mamógrafo para que as pacientes da área e do programa de peneirado sejam citadas no próprio centro. O SES acrescenta que dentro do plano de investimentos para 2020 vai-se a adquirir um {mamógrafo} digital de última geração. Nesse sentido, aponta que a Gerência do Área de Saúde tem «reorganizado provisoriamente» as Urgências de Traumatologia, que «voltarão em breve à normalidade».

Assim, assinala que Traumatologia continua dispondo de cinco salas de operações semanais para intervenções e consultas, e tanto primeiras consultas como revisões de pacientes postcirúrgicos realizam-se com normalidade.

Por outro lado, a UGT convocou paros de minutos, às 8.30 horas a partir de hoy, às portas do hospital, de forma indefinida, até que «se nos relatório e esclareça a reorganização dos serviços de Cirurgia, Traumatologia e assistência à atenção urgentíssima dessas especialidades».