Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 17 de fevereiro de 2020

Procuram preservar de forma sustentável castelos, jardins e senhorios históricos

A assembleia provincial participa no projeto europeu {Innocastle}. Gallardo assiste a uma reunião dos sócios europeus em Badajoz

REDACCIÓN prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com BADAJOZ
06/11/2019

 

El deputado de Transformação Digital e Turismo, Manuel José González, com o diretor da área, Jaime Gragera, e Maribel Cortés, treinador superior de Design e Inovação, apresentou o Projeto {Innocastle}, selecionado em 2018 na terceira convocatória do Programa {Interreg} {Europe}. Foram beneficiados o Instituto/liceu Nacional de Património de Rumanía, a Universidade de {Gante}, a província de {Gederland} em Países Baixos, a Direção Geral de Turismo da Junta de Extremadura e o Fundo Nacional para Lugares de Interesse/juro Histórico ou beleza natural do Reino Unido.

Após a renúncia da Junta, a Diputación de Badajoz acedeu a ocupar seu lugar e foi aceite pelo Comité de Seguimento.

El objetivo do projeto é a preservação sustentável de castelos, mansões, jardins e senhorios históricos mediante mudanças das políticas atuais.

González Andrade recordou que romanos, muçulmanos, cristãos, portugueses, franceses e ingleses construíram ou destruíram fortalezas na província «um património que bem conservado e restaurado se converte em impulsor do desenvolvimento rural e turístico da província».

{Innocastle} está estruturado em duas fases. A primeira e atual é de 37 meses centra-se no intercâmbio de conhecimentos que se realiza através de diferentes reuniões e seminários organizados por cada sócio em visitas de estudo programadas. Nestes dias os sócios encontram-se em Badajoz e visitarão a {Hospedería} de Llerena, o Castelo de Medellín e o Castelo de {Piedrabuena} em Alburquerque, este último de carácter privado. A segunda fase terá 24 meses de duração e tratará de pôr em prática tudo o conhecimento adquirido na primeira fase.

A quantia do projeto ascende a algo mais de 1,1 milhões de euros. A Diputación de Badajoz dá 174.216 de fundos FEDER e 30.744 dos próprios.

El presidente da Assembleia provincial, Miguel Ángel Gallardo, cumprimentou aos sócios do projeto reunidos ontem na Diputación de Badajoz. «Os castelos da nossa província encontram-se na sua maioria em zonas rurais e através de este projeto podem geral novas sinergias que tragam consigo negócio e economia», destacou o presidente.

As notícias mais...