+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Mecanizam o sistema de extração de sedimentos da presa de La Albuera

O objetivo desta atuação é favorecer a oxigenação da água. Também contempla dotar de fornecimento elétrico ao refúgio de pescadores

 

Imagem da presa da {Albuera}. - EL PERIÓDICO

REDACCIÓN prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com BADAJOZ
24/01/2020

A Câmara Municipal de Jerez de los Caballeros, com o apoio da Junta de Extremadura, acometerá a mecanização do sistema de extração de sedimentos na presa da Albuera para a oxigenação das suas águas. O processo previsto neste enclave natural de Jerez de los Caballeros também contempla dotar de fornecimento elétrico ao refúgio de pescadores situado no mesmo e conta com um investimento total de 50.230 euros, sendo o subsídio concedido pelo executivo extremenho de 20.092 euros. Assim o deu a conhecer hoje a segunda tenente de presidente da Câmara Municipal e vereadora de Economia e Finanças, Isabel Álvarez, quem explicou que em base à resolução e posterior convocatória de ajudas publicada no Diário/jornal Oficial da Extremadura em Maio de 2019 para o desenvolvimento de infraestruturas elétricas, o atual plantel/elenco de governo “seguindo/continuando com a ouve cidadã e de coletivos” e após manter um encontro com a Sociedade de Pesca Balboa, solicitou dita ajuda com data do passado 22 de Julho de 2019.

DÉFICE DE OXIGÉNIO / Álvarez informou que numa reunião mantida com dita Sociedade se lhes transferiu o défice de oxigénio que apresenta a Charca da Albuera, sendo uma das soluções propostas a instalação de aireadores e bombas para assim poder/conseguir sugar o excesso de lama que tem e resolver essa falta de oxigénio.

Concretamente, segundo informou a vereadora, o processo a ser feito consiste no fornecimento elétrico para poder chegar até à presa e mecanizar o sistema de extração de sedimentos arrastados pela erosão. Álvarez assinalou que aproveitando a existência da conhecida ‘Casa do pescador”, os quadros da citada instalação elétrica se situarão na mesma, dando fornecimento elétrico a este refúgio do qual partirá a linha elétrica até a presa da Charca para o funcionamento do sistema referido. A albufeira da Albuera data de mais de 300 anos,