Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 18 de dezembro de 2018

Laranjeira mostra-se muito agradecido por que seu povo/vila lhe dedique uma praça/vaga

O pintor deseja por sua vez que sua fundação seja cedo uma realidade

RAFAEL MOLINA MONESTERIO
12/01/2018

 

Eduardo Naranjo mostrou-se «muito agradecido» pelo reconhecimento a sua trajetória com uma praça/vaga alegórica a sua figura e a sua obra, que a Câmara Municipal fará entre as ruas Liberdade e Cervantes. Acabam de começar as obras e será realidade em meses.

Naranjo, que já possui uma rua em sua localidade, expressou seu «satisfação» por este detalhe, «epílogo» ao reconhecimento de Monesterio até sua pessoa. Outra coisa, diz o artista, é o importante projeto para a instalação duma fundação museu na localidade, empenho, no qual trabalha a Câmara Municipal com outras instituições e ele mesmo.

Naranjo, que à diferênça de outros artistas possui em propriedade muita obra de suas diferentes etapas, quer que estes fundos se exibam em sua localidade. «Seria um motivo muito interessante para a visita dos seguidores de minha obra», manifesta, sabedor da situação económica; causa pela que o projeto está estacionado à falta de financiamento. Não obstante, considera o projeto uma «ideia extraordinária». É mais, imagina sua fundação em Monesterio e não em Madrid.

Enquanto se forja este importantíssimo projeto, o pintor se sente muito «gratificado» pela criação deste espaço urbano dedicado a sua obra. «Um belo símbolo da paixão de minha vida para que as pessoas recorde esse amor que ponho ao interpretar a vinha». A praça/vaga a design seu filho, arquiteto, conhecedor de sua obra.

As notícias mais...