Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 2 de abril de 2020

A Junta licitará de novo as obras para o hotel do centro de transportes

Uns roubos nas instalações obrigam a arquivar o processo e atualizar o projeto. A ideia do governo regional é que ao longo/comprido deste ano se possa voltar a licitar

CARMEN HIDALGO merida@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
13/03/2020

 

A abertura do hotel-restaurante do Centro Regional de Transportes da Extremadura em Mérida terá que esperar. Segundo informam a este diário/jornal fontes da Conselheria de Mobilidade, Transporte e Habitação, o projeto para a execução das obras encaminhadas à adequação destas instalações deverá redigir-se de novo após os roubos que têm sofrido estas dependências. Desta forma, durante o presente ano vai-se a trabalhar na atualização do projeto para licitarlo de acordo às novas necessidades.

Concretamente, no passado mês de Agosto se produziram roubos de cablado de linhas elétricas, quadros de distribuição, tubagens da rede de canalização e água quente sanitária, para além de torneiras. A isto teria que somar destroços ao furtar esses elementos como rotura/quebra de tabiques e sanitários ou desmontagem de falso teto. Perante estes factos/feitos, o projeto inicial que se tirou a licitação para a execução das obras já não dava resposta a todas as novas atuações que seriam necessárias como para possibilitar a posta em serviço do hotel do centro regional de transportes, pelo que em Dezembro do ano passado se resolveu o desistência e se arquivou o processo que estava em curso.

Cabe {recordar} que o projeto saiu a concurso em finais de 2018 por um montante de licitação de 471.900 euros (IVA incluído) e um prazo de execução das obras de nove meses. A memória justificativa do projeto assinalava que todas as instalações do centro estavam em serviço, exceto as destinadas à atividade do hotel com restaurante-cafetaria. O hotel do centro de transportes regional conta com uma vintena de quartos {dobles} e ocupa uma superfície total de 1.078,33 metros quadrados, enquanto a do restaurante-cafetaria é de 323 metros quadrados.

A partir de este centralismo de transportes, que se encontra próximo ao centro urbano da cidade, se configura e ordena toda a gestão e dinâmica dos nove centralismos restantes que integram a Rede de Centros de Serviços ao Transporte da região.

As notícias mais...