Menú

El Periódico Extremadura | Terça-Feira, 21 de novembro de 2017

O Festival Gastronomia e Música convida a degustar 1.680 pratos

A velada para os 230 comensais a animarão um trio de música e uma orquestra

EFE prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com BADAJOZ
23/08/2017

 

Restaurantes de diferentes localidades oferecerão 1.680 pratos dentro da edição 2017 do Festival de Gastronomia e Música que se celebrará em Villafranca de los Barros o próximo 1 de setembro. Cada restaurante elaborará 80 primeiros, 80 segundos e outros tantas sobremesas, para 230 comensais, segundo explicou ontem o vereador de Turismo, Festejos, Cultura e Desportos de Villafranca de los Barros, Alfonso Solís, na apresentação.

Esta atividade contará com um trio musical e com uma orquestra, com o que a conhecida como Cidade da Música volta a unir este arte com a gastronomia dentro da promoção local.

Neste «festival dos sentidos», como se lhe define, poderão degustar-se pratos como lombo {mechado} em molho de ameixas, {canelones} de {carrillada}, {tartar} de atum, secreto ibérico recheado de cogumelos e presunto, ou salada de pimentos e bacalhau com molho branco e frutos secos, entre outros.

Dentro dos sobremesas, terá sopa fria de melão com hortelã e {canela}, {brownie} de chocolate com nozes e {coulis} de baunilha, {bavaroise} de frutos amarelos e {cítricos}, sobremesa de leite frito, semi esfera de laranja e biscoito de chocolate, {merengue} precoce com coração gelado, e {panacotta} de bolo de La Serena e {tiramisú} extremenho.

Colaboradores locais oferecem além disso bolo de Lamas, vinhos espumantes espanhóis e pães da zona, e as mesas estarão decoradas com {alegorías} à música. Entre as propostas se contará além disso com representantes extremenhos da associação Euro-Toques (Comunidade Europeia de Cozinheiros).

A velada manterá o formato {buffet} de edições anteriores, onde os comensais podem degustar os diferentes pratos elaborados, para além da participação da Associação Extremenha de Cortadores de Presunto.

As degustações se animarão com o trio de música local {Macadamia}, com componentes da Escola de Música de Villafranca de los Barros, e finalmente com uma orquestra.

O deputado provincial Lorenzo Molina, por seu lado, destacou que Villafranca saiba aglutinar dois de seus potenciais, a música e a gastronomia, em ambos casos referente autonómico, para crescer turisticamente.

As notícias mais...