Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 20 de septembro de 2018

La escritora {Emilia} Azeitona García ganha o Prémio de Poesia García de la Huerta

Está dotado com 1.200 euros e a publicação do texto

JOSÉ VÍCTOR PAVÓN ZAFRA
05/06/2018

 

O júri do XX Prémio de Poesia García de la Huerta declarou vencedor o poemário Corpo sem voz, de {Emilia} Azeitona García. O prémio o convoca o Instituto/liceu de Ensino Secundário Suárez de Figueroa e está dotado com 1.200 euros e a publicação nos {cuadernillos} Intramuros. Destacou a unidade temática do poemário, que apresenta dilemas fundamentais do ser humano (o ânsia de perdurar e o irremediável da morte) longe de a perceção tragicómica que a miúdo os envolve, e o faz através de uma utilização versátil dos recursos tanto/golo da tradição como dos mais próximos ao experimental. Transmite a potencia vital da palavra criadora e reconcilia ao leitor com a presença natural da morte.

O júri o formam os professores Benito Estrella Pavo, {Eulalia} {Morán} {Contreras} e Gema {Borrachero} García, com o vencedor da edição anterior, Gregorio Dávila Tena, e o diretor, Antonio Corchero, que selecionaram esta obra entre 30 participantes.

{Emilia} Azeitona García (Malpartida de Plasencia, 1957) é licenciada em Filologia Românica e {Hispánica} pela UEx; foi professora de Francês em Escolas Oficiais de Idiomas e institutos e de Literatura e Cultura francesa na Faculdade de Filosofia e Letras. Na atualidade, no {IES} Ao-{Qázeres}. Tem posto em marcha oficinas literários e fruto desta lavor/trabalho de difusão é {Breverías} ({Celya}, 2008), antologia de microrelatos do oficina da {CPR} de Zafra.

As notícias mais...