+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

{Cúriga} Ambientalistas em Ação planta árvores de ribeira em {Bodión} Jovem

A campanha tem como objetivo pôr em valor o potencial ecológico do rio. O coletivo conseguiu recuperar um floresta desde que começou o plano

 

Grupo de voluntários participantes no programa. - EL PERIÓDICO

RAFEL MOLINA prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com MONESTERIO
25/02/2020

O voluntariado do coletivo local {Cúriga} Ambientalistas em Ação Monesterio tem desenvolvido um plano de plantação coletiva no ambiente natural do rio {Bodión} Jovem, dentro do programa Cada {Extremeñ@} um Árvore, com a que se pretende pôr em valor o potencial ambiental e ecológico desta zona natural da localidade.

As plantações de diferentes espécies próprias da zona de ribeira começaram no ano 2003. Desde então, «com a passagem do tempo, conseguimos recuperar um floresta», próximo ao centro urbano e enormemente transitado, por ser parte do Caminho de Santiago, pela Via da Prata, e muito utilizado por desportistas locais, passeantes, ou amantes da bicicleta, o caminhada e a natureza.

{ADELFAS} / Se em edições passadas se plantaram choupos, salgueiros, freixos, {saucos} e outras espécies próprias deste tipo de {humedales}, neste ano o coletivo tem semeado {adelfas}.

O motivo, explica Juan Carlos {Giraldo}, diretivo de Ambientalistas em Ação Monesterio, não é outro que o de «preparar o terreno para plantações futuras», mediante uma espécie que «aguenta bem a pressão herbívora», e que além disso «se adapta à climatologia atual».

O projeto, manifesta {Giraldo}, contempla «não só/sozinho a recuperação do floresta de ribeira, mas também a restauração do próprio {arroyo·}.

O coletivo fez um apelo à população para a participação nesta atividade, que se completa com outras, como a distribuição de {plantones} de azinheiras e sobreiros que cada ano realizam na praça/vaga do povo/vila, ou a colaboração com outras associações para a recuperação ambiental de zonas degradadas.

Também, a atividade mais chamativa e participativa organizada por {Cúriga} Monesterio é a celebração anual da Feria do Horto e o Mercado Campesinato, que se faz coincidir com o mês de Agosto.