Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 2 de abril de 2020

Cinco festivais folclóricos percorrem a província graças à assembleia provincial

Abrirá o Programa de Proximidade, que poderá ver-se em verão em 23 povos/povoações. Seguirão/continuarão Enraizar-te, o {Bonifacio} {Gil}, Inclusão e o de Os Povos/povoações do Mundo

REDACCIÓN prov-badajoz@extremadura.elperiodico.com BADAJOZ
21/02/2020

 

La Diputación de Badajoz promove com a Federação de Folclore cinco festivais que percorrerão a província o próximo verão. O deputado de Cultura, Francisco Martos, os apresentou com o presidente da federação, Pedro García, a presidenta da Câmara Municipal de Usagre, Nuria Candalija, o de Almendral, José A. Arroyo, e {Juani} {Rasero}, do grupo {Moncovil}.

Os eventos que se desenvolverão durante o ano começarão com Atuações de Proximidade, que chegará a 23 localidades com outras tantas formações, como Montijo, La Garrovilla ou Cabeza del Buey a La Zarza, Aceuchal e Talavera la Real. Pedro García manifestou seu agradecimento à assembleia provincial por «defender as costumes da nossa terra» e porque graças a estas ajudas beneficiam-se associações folclóricas que doutra maneira não poderiam por se sós continuar o seu trabalho.

Outro festival é Enraizar-te, que chegará a La Codosera, Usagre, {Zahínos}, La Coronada e Silvas Capilla. Surge em 2013 pela procura da cidadania dada sua inquietude no aprendizagem do folclore. Entre os objetivos do programa em forma de oficinas encontram-se conhecer as crenças, atitudes e valores básicos da tradição e património cultural, para além de valorizar as manifestações musicais tradicionais extremenhas e alargar conhecimentos da raízes folclóricas. Os oficinas são dados por monitores em cursos de 40 horas.

Lhe segue/continua o Festival {Bonifacio} {Gil}, que se celebra desde/a partir de 1999 e chegará a Mérida e a uma segunda população escolhida por concurso, com entre 10 e 12 grupos.

O Festival pela Inclusão Romero e Espinhosa destaca, segundo García, por aproximar a cultura a pessoas com deficiência desde há cinco anos. Se completa com jornadas, exibições, exposições e outros atos.

E o Festival Folclórico dos Povos/povoações do Mundo, em {Manchita}, Corte de Brigas e Cabeza la Vaca com presença de 6 a 8 grupos de diferentes pontos do mundo, a primeira quinzena de Agosto.

As notícias mais...