Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 20 de maio de 2018

Aberto o processo para declarar bem de interesse/juro a chamada ‘cultura da água’

Compreende poços, fontes, tanques, sendas e {abrevaderos}

REDACCIÓN VALVERDE DE BURGUILLOS
27/12/2017

 

O Diário/jornal Oficial da Extremadura (DOE) publicou na sexta-feira passada a resolução pela que se instaura processo para a declaração como Bem de Interesse/juro Cultural de ‘A cultura da água’ de {Valverde} de {Burguillos}, na categoria/escalão de Bem de Interesse/juro {Etnológico}. A Lei de Património Histórico e Cultural da Extremadura reconhece o património e lugares de interesse/juro {etnológico}, «espaços naturais, construções ou instalações industriais vinculadas a formas de vida, cultura e atividades tradicionais, tais como antigos armazéns, fábricas, elementos distintivos como chaminés, {silos}, pontes, ou moinhos».

A resolução inclui arquitetura tradicional relacionada com a cultura da água, como fontes, pilares, alvercas, um moinho e uma condução hidráulica, que dito conjunto/clube se situa no centro urbano e em seu ambiente, reconhecendo, para além de seu valor material, a importância de {sociabilización} da população, pelo que possuem um grande valor simbólico. Por estas razões, este património deve conservar-se e proteger-se para seu legado.

O conjunto/clube o formam a fonte {abrevadero} de O Pilar; a fonte tanque O Charco; o Algibe Fuente Nueva; A Presa e a senda pedonal sobre/em relação a o antigo canal que conduz à fábrica eletro {harinera} São Luis; a fonte {abrevadero} O {Pocito}; a fonte tanque A Reina: a alverca número 1; a alverca número 2 e o moinho do {Najarrillo}.

As notícias mais...