Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 29 de março de 2020

{Zarpazo} azul-vermelho em {Riazor}

O Extremadura surpreende a um {Depor} com um jogo vistoso, atrevido e repleto de valentia

RODRIGO MORÁN deportes@extremadura.elperiodico.com LA CORUÑA
22/04/2019

 

{Riazor} se tingiu de azul-vermelho. Um dos estádios mais emblemáticos de toda Espanha foi ontem conquistado por um Extremadura valente, atrevido, com descaro, repleto de humildade, mas sobretudo, com uma entrega fabulosa que serviu para ganhar um histórico jogo/partido em A Corunha. Dois {zarpazos} de {Olabe} e Pardo derrubaram a tudo um Desportivo alentado por seu estádio, mas que viu passar uma equipa {armónico} em todas suas linhas que despiu por completo aos azul e branco durante praticamente tudo o encontro.

Tocou sofrer, como é costume, porque nesta categoria/escalão não existem as vitórias sem sofrimento. Mas que bendito sofrimento de um Extremadura que em oito dias tem pregado a bandeira do triunfo em A Roseiral e em {Riazor}. Dois clarões de modéstia que tiram aos azuis-vermelhos quatro meses después do descida/desmpromoção e lhe fazem ver que sim, que se pode.

Manuel não titubeou e alinhou aos mesmos onze jogadores que perante Almería e Málaga. A equipa, na primeira metade, riscou a perfeição com um futebol de associação, toque e cobertura de espaços quase de matrícula de honra. Com uma defesa soberba, cada vez mais sólida, e com um Casto Espinhosa superlativo, com uma coleção de paragens/desempregadas/paradas na segunda parte que mantiveram vivo ao Extremadura, este plantel/elenco tornou-se no plantel/elenco cão da categoria/escalão, ao que ninguém quer ver, como confessava Pardo após o encontro.

Salvo uma escapada de {Quique} por lado direito que Celeiro abortou com um hábil corte, o {Depor} apenas inquietou a baliza azul-vermelho no primeiro ato. Foi o Extremadura o que, {ordenadamente}, cosia jogadas de grupo/ponta a grupo/ponta com um {Kike} {Márquez} como mestre de cerimónias. Seu foi um remate distante que Dani Giménez abortou com uma boa {manopla} em cima.

Os aproximações do {Extremdura} se multiplicavam e numa jogada cozinhada a fogo lento, na qual interveio praticamente toda a medular da equipa, o couro chegou a {Bastos} que pôs um rebuçado de centro à chegada de roldão de Roberto Olabe. O de San Sebastian a rematou com o coração e marcou seu primeiro golo nesta categoria/escalão. Em que momento e em que cenário. Prémio a uma época onde se o está deixando tudo no verde.

Reagiu o {Depor} por dignidade e num {despeje}, Pardo esteve prestes a empatar em própria objetivo/meta. A defesa {despejó} todos os centros e faltas laterais. Incomensurável em todo o encontro.

Controlo/ Com a lição aprendida de A Roseiral, o Extremadura manteve o tipo os primeiros minutos da segunda parte no aperto inicial do Desportivo. Com susto, isso sim. Foi numa falta lateral e um balbúrdia dentro do área que terminou com um remate ao pau e a fortuna aliou-se com os azuis-vermelhos.

O que não esperava o {Depor} é que, às primeiras de mudança, o Extremadura lhe daria outra palmada onde mais doía. Foi numa falta lançada à barreira de {Kike} {Márquez} que aproveitou Pardo, especialistas em caçar {rechaces}, para tirar-se um {derechazo} tremendo que {pifió} Giménez abaixo das pernas. A potencia do disparo surpreendeu ao guarda-redes do {Depor} e o Extremadura pôs o tapete à vitória.

Tocava sofrer e apareceu Casto, vital na vitória. Primeiro realizou um {paradón} a remate de {Fede} {Cartabia} e depois repetiu {paradón} a disparo de {Borja} Vale/cerque. Está a ser determinando o guarda-redes extremenho nos últimos empurrões.Tocava sofrer porque o {Depor}, no último instante, marcou num rejeite por meio de {Christian}. Mas aquilo estava escrito/documento com letras de épica. O Extremadura ganharia em {Riazor}. E, naturalmente, claro que se pode.

desportivo 1

{extremadura} 2

3Goles: 0-1 Olabe, {min}.23; 0-2 Pardo, {min}.59; 1-2 {Christian}, {min}.89.

3Árbitro: López Toca (cântabro). Admoestou com amarela aos locais {Didier} {Moreno}, Pablo Marí, {Vítor} Silva; e aos visitantes Casto, {Zarfino}, Olabe.

3Estadio: {Riazor}.

3Espectadores: 16.000.

3Deportivo: Giménez; {Duarte}, Pablo Marí, {Boveda} ({Fede} {Cartabia}, {min}. 63), Cavalo, {Didier} {Moreno} ({Mosquera}, 69), {Edu} Exceleiro, {Vítor} Silva ({Christian}, {min}. 46), Pedro, {Borja} Vale/cerque e {Quique} González.

3Extremadura: Casto; Alex Díez, Pardo, Celeiro, {Bastos}, Lolo González, {Zarfino}, {Perea} ({Tienza}, {min}. 72), {Kike} {Márquez}, Olabe (Nando, {min}. 65) e {Ortuño} ({Willy}, {min}. 84).

As notícias mais...