Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 5 de dezembro de 2019

Um verão de {culebrones}

&{lt};b&{gt};Alguns dos futebolistas&{lt};/b&{gt}; mais caros seguem/continuam pendentes no mercado

JOSÉ MARÍA EXPÓSITO
13/08/2019

 

Longe ficam aqueles anos nos que cada plantel/elenco apresentava seus novos jogadores à hobby/adeptos nos torneios {veraniegos} (hoje reservados aos turistas), os treinadores tinham claro desde a jornada 1 qual seria seu onze titular e nas últimas páginas dos álbuns de cromos da Liga, reservada aos Últimas contratações, apenas apareciam futebolistas de recheado com a t-shirt grafíti na era {pre}-{Photoshop} (o de {Conte} no qual se vêem futebolistas de três equipas diferentes é sobre/em relação a o relva é antológico).

Até ao 2 de setembro se prolonga neste ano o prazo para inscrever jogadores na Liga e até então é provável que siga/continue {candente} algum dos {culebrones} que vem animando o verão. Os de {Hazard} e {Griezmann} se resolveram relativamente rápido, mas outros, com protagonistas de muito peso, seguem/continuam gerando episódio após episódio.

Cinco casos destacam sobre/em relação a o resto: {Neymar}, {Bale}, {Coutinho}, {James} e {Pogba}. Jogadores que em seu dia protagonizaram transferências/trespasses/passagens de recorde (a do brasileiro continua a ser a venda mais face da história) mas que por uma ou outra razão não encaixam hoje no clube ao que {petenecen}.

REPUDIADOS E DESEJADOS / Os motivos são variados. Os há repudiados, como {Coutinho}, {James} e {Bale}, a aqueles que seus clubes quereriam ver fora. Diferente é o caso de {Neymar}, a quem o {PSG} reconheceu ao fim (embora é difícil saber quem diz a verdade neste folhetim) que quer transferir mas básicamente pelo empenho do futebolista em deixar Paris e o medo ao que suporia manterle na bancada como fez em seu dia com {Rabiot}. Nem o xeque pode permitir-se delapidar um investimento de 222 milhões. Também {Pogba} suspira por ir-se do United e tem quem lhe lança cantos de sereia, mas sua rebeldia não chegou ao nível de a de {Ney} e isso parece terle condenado a seguir/continuar em Manchester.

Curiosamente, o Real Madrid está envolvido em quatro destes cinco novelas. Em dois deles ({Bale} e {James}) trata de desfazer-se de jogadores, sem êxito até agora, e noutros dois ({Pogba} e {Neymar}) seu objetivo é incorporá-los, embora a chama só/sozinho parece viva no último caso.

Terá que esperar até ao fim, pois nos últimos anos grandes transferências/trespasses/passagens se têm fechado o último dia de mercado. Assim chegou {Rivaldo} ao Barça, mas o especialista em deixar as coisas para última hora é Florentino Pérez. Um 31 de Agosto fechou o acordo com o {Inter} para fazer-se com Ronaldo (2002), incorporou a Sergio Ramos (2005) e arrancou o acordo com o {Tottenham} por {Bale} (2013). Também a última hora fechou esse ano o Madrid a saída de {Özil} rumo ao Arsenal e coou em 2008 a {Robinho} no {City}. Não sempre sai bem: faz quatro anos o {fax} com o contrato de De {Gea} não chegou a tempo.

As notícias mais...