Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 29 de março de 2020

O Santa, campeão, quer mais

As badajocenses asseguram o primeiro posto em Ceuta (1-6) e agora lutarão por regressar à elite

REDACCIÓN
22/04/2019

 

O {Liberbank} Santa Teresa de Badajoz se impôs por 1-6 em Ceuta ao Luis de Camoens e conseguiu assim o título no grupo 4 da Segunda Divisão, o que lhe permitirá lutar pelo promoção à máxima categoria/escalão, a Liga Iberdrola, perante os melhores dos outros grupos. São Desportivo (1), {Osasuna} (2), Zaragoza (3), Salto (5), {Femarguín} (6) e {Alhama} (7, vice-campeão, ocupando o posto do Valência B).

Foi a última jornada da liga, na qual o Feminino Cáceres {amarró} o terceiro posto graças a seu empate perante o Córdoba (2-2) em jogo/partido disputado em Sierra de Fuentes e como já se sabia jogará na nova Primeira B a próxima campanha. Enquanto, Castuera e São Miguel empataram (1-1), o Extremadura se impôs no campo de A Rambla (2-3) e o Peña El Valle de Montijo fue goleado en Málaga (7-0).

Em Ceuta, incontrolável alegria de Badajoz. A equipa esteve acompanhado por um nutrido grupo de seguidores e também foi apoiado pelo presidente do presidente da Federação Extremenha de Futebol, Pedro Rocha.

A equipa de Badajoz mostrou-se muito vertical desde os primeiros {compases} para procurar rapidamente abrir o marcador. Apesar do claro domínio visitante, o golo se resistia no troço inicial do choque, num claro vendaval de ocasiões para as de Juan Carlos Antúnez. Quando se aproximava o equador da primeira parte, uma ofensiva do Santa Teresa se traduzia no 0-1, sobra de Carla desde dentro do área e após uma série de ressaltos.

À meia hora chegaria o segundo. Um centro de {Estefa} que se envenenou e que não conseguiu solucionar a porteira ficava morta dentro do área para que Belén, em boca de golo, alargasse a rendimento.

Nos minutos posteriores, as ocasiões não cessavam para as de Antúnez. {Estefa}, com uma dobro oportunidade, pôde incrementar a vantagem, mas o marcador chegaria no descanso com 0-2.

CLARA SUPERIODIDADE / Após a reiniciação, as badajocenses seguiam/continuavam procurando com intensidade a baliza contrária. No minuto 62, {Alicia} Jaén, recém ingressada no terreno de jogo em substituição de Belén, anotava o terceiro com um cabeçada após um centro desde a esquerda. Longe de conformar-se com o marcador a favor, o Santa Teresa seguiu/continuou fazendo grande a vantagem. Primeiro {Mireya}, após uma grande jogada de {Alicia} e posteriormente Carla, com um potente {chat} desde fora da área, punham o quarto e o quinto, respetivamente ({mins}. 74 e 75)

Logo a seguir, chegaria o sexto. Bola servida por {Ayano} e {Mireya} se encarregaria de materializar o seu segundo na conta e o sexto da equipa ({min}. 77). Na reta final, o Luis de Camoens recortaria distâncias desde o ponto de grande penalidade após uma mão dentro do área. Marcou {Yasmina}.

El Santa Teresa seguiria/continuaria procurando o golo, mas o marcador não se moveria e a equipa começaria a celebrar o título {liguero}. É o segundo em sua história após o obtido em 2014. A equipa o celebrou junto ao resto da expedição em Ceuta e à noite chegou a Badajoz, onde já toca preparar a fase de promoção.

As notícias mais...