Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 20 de outubro de 2019

Revezo do júri popular nos V Prémios ‘Desporto, Igualdade e Empresa’ da {FJyD}


09/10/2019

 

Uma vez finalizado o prazo de receção de candidaturas aos V Prémios ‘Desporto, Igualdade e Empresa’ que cada ano entrega a Fundação Jovens e Desporto, se deram a conhecer as propostas selecionadas pelo júri como finalistas nesta edição, sendo agora o revezo das votações populares.

Umas votações populares que se estenderão até ao próximo 25 de Outubro, podendo aceder-se a elas através da web oficial do Congresso ‘Desporto, Igualdade e Empresa’ (www.{congresodeporteigualdadyempresa}.com) ao que estão associados os galardões, ou através da página da Fundação (www.{fundacionjd}.com), entidade organizadora principal.

Do mesmo modo a {FJyD} publicará nestes dias em repetidas ocasiões a informação e ligação de acesso em seus perfis em redes sociais, para dar a oportunidade a quem o deseje de fazer parte desse Júri Popular, cujo voto terá o mesmo valor que o de qualquer outro membro do Júri Oficial na reunião definitiva prévia à cita/marcação/encontro {congresual}, na qual se determinará o nome das candidaturas premiadas em cada uma das três categorias que incluem os prémios.

Nesse sentido, o público pode escolher, na categoria/escalão de V Prémio Nacional ‘Desporto, Igualdade e Empresa’, entre candidatas como Conchi Bellorín, exjudoca olímpica que na atualidade desempenha o seu trabalho no Gabinete da Presidência do Conselho Superior de Desportos, depois de/após ter contribuído ao desenvolvimento do desporto feminino durante sua trajetória, que inclui uma etapa à frente da Direção Geral de Desportos da Junta de Extremadura.

Nesse mesmo afastado, a {colegiada} extremenha Guadalupe Cassetetes, primeira mulher que tem arbitrado um jogo/partido de {LaLiga} como árbitra assistente (fiscal de linha), a capitã da seleção espanhola de basquetebol {Laia} {Palau}, com doze medalhas em campeonatos internacionais, {Laura} {Ester}, porteira do combinado nacional de {waterpolo} e igualmente largamente laureada a nível internacional, e a incombustível Teresa Portela, com mais de 30 medalhas em Mundiais e Europeus de canoagem e com a classificação para Tóquio 2020 nos que serão seus sextos Jogos Olímpicos, completam a ordenado de opções entre as que escolher.

Se passamos ao âmbito regional, as candidaturas finalistas ao V Prémio Autonómico ‘Desporto, Igualdade e Empresa’ incluem igualmente a Guadalupe Cassetetes, assistente em Segunda Divisão desde 2017 e Internacional desde 2013 e que debutava na máxima categoria/escalão do futebol espanhol no passado mês de Agosto no encontro que disputaram Maiorca e {Eibar} em território das ilhas Baleares.

Do mesmo modo, o coletivo arbitrário tem outra representação nesta categoria/escalão, dado que se inclui a Esperanza Mendoza, única mulher que na atualidade arbitra em Liga {ACB} e que conta igualmente com a consideração de árbitra internacional, enquanto também são finalistas para levantar-se com este prémio a {karateca} {Marta} García, que representará a Espanha no Mundial de {Karate} que terá lugar de 23 a 27 de Outubro em Chile, e a jogador de pingue-pongue Ana Belén Rey, com mais duma dezena de títulos nacionais e 12 medalhas em Campeonatos do Mundo em categoria/escalão master, e que na atualidade, dentro do Clube Canoagem Badajoz, lidera o projeto de {paracanoe} para pessoas com deficiência intelectual como treinadora.

Completa as candidaturas neste afastado a de Juliana {Fariña}, natural de Badajoz, e que foi a primeira mulher catedrática de Medicina e a primeira em estar à frente de um Ordem dos Médicos a nível nacional, sendo igualmente pioneira ao ser a primeira {fémina} em fazer parte do Conselho de Médicos de Espanha.

Para terminar, o V Prémio ‘Desporto, Igualdade e Empresa’ à Melhor Entidade, tem como finalistas nesta edição ao plantel/elenco ciclista Movistar Team Femenino, por seu aposta em a profissionalização e reconhecimento das ciclistas mediante a criação de um plantel/elenco de máxima categoria/escalão {UCI}, ou a Associação para as Mulheres no Desporto Profissional, criada em 2016 com a vontade de perseguir as desigualdades no desporto profissional e em todos os sectores relacionados com ele.

Também optam ao galardão a Melhor Entidade o Instituto/liceu Municipal de Serviços Sociais de Badajoz por seu trabalho no Área de Atenção ao Maior, que gere 17 Centros nos que atendem as necessidades integrais e as opções de lazer dos nossos maiores/ancianidade, a Organização Regional de Mulheres Empresárias Extremenhas ({ORMEX}), em reconhecimento a sua trajetória na coordenação, representação, gestão, fomento e defesa dos interesses gerais e comuns de suas associadas e das mulheres empresárias, empreendedoras e trabalhadoras em geral, para além de Seguros {Pelayo}, por seu projeto ‘Repto/objetivo {Pelayo} Vida’, por a sua mensagem até aquelas mulheres que padecem ou têm padecido cancro, às que, através de diferentes reptos/objetivos e expedições protagonizadas por mulheres em sua mesma situação, querem transmitir que, depois da doença, ainda fica muito por viver.

É portanto um quadro de candidaturas finalistas largo e com mulheres e entidades de grande trajetória e importância, pelo que desde a Fundação Jovens e Desporto convidam a todas e a todos a participar nas votações nestas semanas, antes da reunião definitiva do Júri Oficial, que terá lugar a última semana do mês de Outubro.

A entrega dos V Prémios ‘Desporto, Igualdade e Empresa’ terá lugar o próximo 14 de Novembro, no Palácio de Congressos de Villanueva de la Serena, durante o ato inaugural do V Congresso ‘Desporto, Igualdade e Empresa’.

As notícias mais...