Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 23 de junho de 2017

Pedro Romero diz adeus ao primeiro posto do {Open}

O de Plasencia foi quinto na VIII Maratona {BTT} Serra de {Cazorla}

REDACCIÓN
19/06/2017

 

O de Plasencia Pedro Romero (Extremadura Ecopilhas) não pôde reter o camisola amarela do {Open} de Espanha {XMC} 2017. Seu quinto posto no VIII Maratona {BTT} Serra de {Cazorla} lhe posterga à segunda posição final do circuito por detrás de José Luis Carrasco.

O catalão Ramón Sagués foi o vencedor em {Cazorla} com um tempo de 2 horas, 54 minutos e 50 segundos, seguido/continuado de um trio andaluz formado por Carrasco, Miguel Muñoz e Víctor Grande.

«Não é mau resultado, mas {veníamos} a {Cazorla} a pela geral, sabendo que não ia ser nada fácil, por outro lado. Hoy se calhar a corrida/curso não tem saído como esperava e tinha que ter sido muito mais conservador após o visto em corrida/curso», afirmava Romero à chegada.

Um sexteto de corredores se iam embora à frente de saída enquanto Romero e Carrasco permaneciam por detrás. Passado o equador da prova e numa das subidas mais longas o de Plasencia tentava chegar ao grupo de escapados, conseguindo deixar a Carrasco, mas acabou pagando esse esforço. «São {gajes} deste ofício. {Traté} de assegurar o {Open} num momento da corrida/curso que me pareceu oportuno, mas fui muito confiado e efetivamente o tenho pago no fim», acrescentava o corredor do Ecopilhas.

VITÓRIA DE ALONSO / Sua companheira de plantel/elenco {Susana} Alonso conseguiu a vitória em categoria/escalão feminina e também chegava a esta última prova com o triunfo no {Open} de Espanha assegurado.

A galega se impunha sobre/em relação a um traçado de 76 quilómetros e quase 2500 metros de desnível positivo com um tempo de 3 horas, 37 minutos e 32 segundos, à frente de Clara Fernández e {Natalia} {Fischer}, segunda e terceira.

Nesta edição vencia na primeira prova disputada em {Guadalcanal} e a de ontem, foi segunda na {Quebrantahuesos} e Colina Tristonha e terceira na Titã Villuercas. «Estou satisfeita com o trabalho e resultados conseguidos nesta edição. Poder/conseguir fechar o {Open} de Espanha com uma vitória foi uma bonita forma de pôr o ponto e final. Tenho tentado manter a regularidade durante toda a competição como efetivamente assim foi e agora tocam outros objetivos», disse.

As notícias mais...