+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Nova noite mágica em Badajoz

A equipa {blanquinegro} elimina a um Primeira com um espetacular jogo/partido no melhor ambiente

 

O Badajoz celebra com seus adeptos o triunfo perante o {Eibar} ao concluir os 90 minutos {reglamenarios}. - S. GARCÍA

Fobi marca o 1-0 diante da saída de {Yoel}. - S. GARCÍA

JOSÉ LUIS VELA
24/01/2020

Otra noite mágica e inolvidável para o Clube Desportivo Badajoz cujos jogadores, treinador e hobby/adeptos usufruíram de um jogo/partido para a história no qual a equipa de Segunda B eliminou ao de Primeira Divisão, o {Eibar} que caiu por um merecido 3-1. E fê-lo num impressionante ambiente com mais de 12.000 espectadores que alentaram aos badajocenses sem parar na melhor bilhete da história do Badajoz no estádio Novo Viveiro. Antes de começar e no descanso se levou a cabo um grande espetáculo de luz e som com música {rockera} e à falta de a assinatura que o clube espera da Câmara Municipal na cessão do estádio, pelo menos a chuva assinou a trégua. Embora para espetáculo, o da equipa de {Mehdi} {Nafti} com os golos de Fobi, {Álex} Corredera e Pablo Vázquez.

A festa começou com frio embora o Badajoz rapidamente entrou em calor. Fobi foi o protagonista nas dois balizas e para bem em ambos casos. O {Eibar} saiu forte e ao minuto de jogo, De {Blasis} lança uma falta pela direita ao segundo pau, a bola bate um lata, Fobi golpeia de cabeça e estrela o esférico no trave. Miúdo susto do qual se recuperam os locais com um pontapé de canto perigoso {botado} por {Álex} Corredera que {despeja} com embaraços a defesa {armera}.

E chega o momento inolvidável. O cronómetro marca o minuto 8 quando uma contra de Primeira Divisão acaba em golaço da equipa de {Mehdi} {Nafti}. Mudança de orientação de {Guzmán} {Casaseca} a {Álex} Corredera que recebe no grupo direita e dá um lindo e preciso passe em profundidade a Fobi que diante da saída do objetivo/meta lhe bate conseguindo o 1-0 aos 8 minutos. Era o segundo golo do {ghanés} após dar a eliminatória ao Badajoz com um tanto/golo em {Amorebieta}.

Os visitantes tratam de reagir e aos 13 minutos, disparo do brasileiro Charles desde/a partir de o borda da área e {paradón} de Juanjo Garrancho, que {despeja}. E cinco minutos depois na outra baliza, Cavalheiro tem o 2-0 num disparo cruzado que vai-se roçando o pau direito.

MOMENTOS GENIAIS / Aos 19 minutos, grande penalidade claro por demolição de {Ekhi} sobre/em relação a Fobi, que entrava como uma bala de novo pela lado direito. O grande penalidade o transforma {Álex} Corredera enganando ao objetivo/meta ao lançarle a bola ajustado ao pau direito.

Ao árbitro madrileno Do Cerro lhe fica o jogo/partido grande e se converte no protagonista. Primeiro, ao não assinalar uma falta do defesa de Badajoz {Rober} Correia sobre/em relação a {Guzmán} e depois ao apitar um inexistente grande penalidade do {marfileño} {Djak} {Traoré}, que tira a bola ao borda da área sobre/em relação a Charles e este lhe esmaga. A pena a transforma Charles com um disparo ajustado ao pau direito que adivinha Juanjo Garrancho {tirándose} muito bem mas não pode apanhar aos 27 minutos.

Os {blanquinegros} se aplaudem entre eles para animar-se e procuram o golo noutro bola desempregado/parado pela direita que lança {Álex} Corredera e Antonio Caballero remata fora. Aos 35, {Guzmán} lança um pontapé de canto, {peina} {Djak} ao segundo pau e não chega César Morgado ao remate, apanhando {Yoel}. Os badajocenses seguem/continuam defendendo como rochas e liderando o jogo com {Álex} Corredera levando a batuta. O {Eibar} realiza uma jogada elaborada que acaba com disparo alto de De {Blasis} aos 44 minutos. E a última é uma falta lançada por Caballero que cabecea fora {Gorka} {Santamaría}.

na segunda parte, {Mendilibar} move ficha retirando ao central {Cubero} por {Edu} Exceleiro que passa de pivô na posição de Sergio e este o posto como central. O {Eibar} aperta, corre cada vez mais e um disparo cruzado de {Marí} o tira muito bem Juanjo Garrancho. Espera o Badajoz atrás muito bem retrocedido e salva Juanjo Garrancho outra ocasião {armera} a disparo de {Quique} na área após um balbúrdia aos 61 minutos.

O Badajoz necessita ar e chega o momento {Aquino}. Aos 65 minutos entra por {Guzmán}, debutando no plantel/elenco o ex jogador do Múrcia e o Badajoz tem o terceiro num disparo de Fobi que tira o objetivo/meta a pontapé de canto aos 71 minutos. No pontapé de canto chega a explosão de alegria e a sentença num pontapé de canto que lança Alex Corredera e cabecea Pablo Vázquez à rede, situando o 3-1 aos 71 minutos.

Festa nas bancadas, festa no terreno de jogo com o grito de «sim se pode» e «orgulhosos dos nossos jogadores» e este meio-dia, novo sorteio para conhecer o rival de oitavos de final, em encontro que se jogará na próxima semana no estádio Novo Viveiro. O sono/sonho continua com mais força que nunca e hoy será o sorteio de oitavos de final.

BADAJOZ 3

{EIBAR} 1

3Goles: 1-0. {Min}. 8. Fobi. 2-0. {Min}. 20. {Álex} Corredera, de grande penalidade. 2-1. {Min}. 27. Charles, de grande penalidade. 3-1. {Min}. 71. Pablo Vázquez.

3Árbitro: Do Cerro Grande (Madrileno). Admoestou ao local {Traoré} e aos visitantes {Rober} Correia e {Cristóforo}.

3Estadio: Novo Viveiro.

3Espectadores: 12.000.

3Badajoz: Juanjo Garrancho; Fobi, Pablo Vázquez, {Djak} {Traoré}, César Morgado, {Fede} {Bikoro}; {Djak} {Traore}, Caballero, {Sergi} {Maestre}; {Álex} Corredera ({Min}. 89 Carlos Portero), {Guzmán} ({Min}. 65 Dani Aquino); e {Gorka} {Santamaría} ({Min}. 80 {Candelas}).

3Eibar: {Yoel}; {Rober} Correia ({Min}. 65 Álvaro Tejero), {Oliveira}, {Cubero} ({Min}. 46 {Edu} Exceleiro), {Ekhi} Bravo; Sergio, {Cristóforo}; {Quique} González ({Min}. 74 {Sergi} {Enrich}), {Marí}, De {Blasis}; e Charles.