Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 20 de outubro de 2019

O Nissan Al-Qázeres se enfrenta a um teórico rival pela manutenção

{Vasconcelos} apela perante o {Mann} {Filter} a manter o espírito do jogo/partido face ao {IDK} {Gipuzkoa}

JAVIER ORTIZ
09/10/2019

 

Manter e, se pode ser, {acrecentar} o espírito que caraterizou a segunda parte do encontro perante o {IDK} {Gipuzkoa}. É o objetivo do Nissan Al-Qázeres Extremadura esta tarde (20.30 horas, pavilhão Serrano Macayo) na terceira jornada da Liga Feminina. O rival é esta vez o {Mann} {Filter} de Zaragoza, um teórico rival na luta pela manutenção.

Submeter a um oponente mais poderoso na sexta-feira passada lhe tem posto boa face ao conjunto/clube de Ricardo Vasconcelos. O treinador português é de natural otimista e triunfos ««importantes», como o da jornada anterior, é um {refrendo} ao trabalho coletivo. Mas já toca falar do {Mann} {Filter}, que perdeu seus dois encontros disputados, embora certamente já contava com isso, já que eram perante Perfumarias Avenida e {Gernika}.

«Nos podem fazer mal ao contra-ataque e temos que fechar bem o ressalto, já que têm três jogadoras muito fortes por dentro», indicou Vasconcelos, consciente de que a questão das pívots será um ‘cavalo de batalha’ durante toda a época. Seu aposta é a do talento exterior, que por enquanto lhe está saindo perfeita com {Jennie} {Simms} («a trouxemos para isto») e deficiente com {Arica} {Carter}. Expressou um voto de confiança sobre/em relação a esta última: «Quando lhe saia o primeiro jogo/partido bom, detrás vão a vir outros três ou quatro. Para uma norte-americana é difícil seu primeiro ano na Europa. Tem que aprender a ler o arbitragem que se faz aqui». Mesmo relacionou o rendimento das duas ‘{yankees}’: «Quando {Arica} o faça melhor, {Jennie} terá mesmo um rendimento superior».

Que pavilhão municipal seja {cas} inexpugnável é o objetivo para sustentar a salvação/manutenção e, se talvez, sonhar com objetivos maiores/ancianidade. «Em casa todos os partidos os temos que lutar», reiterou o treinador do Al-Qázeres, que considerou «chave» o contributo da hobby/adeptos desde a bancada para remontar 14 pontos perante o {IDK} {Gipuzkoa}. Enfrente hoje estará um rival que o está a fazer «bem no ataque e mau em defesa» e que, prognosticou, «estará mais nervoso que nós». «É agora quando devemos aproveitar para ganhar o maior número de encontros possível porque todas as equipas vão a melhorar», desejou.

Julia Melina, que segue/continua arrastando dores numa joelho, também não poderá estriar-se hoje. Não há data para que possa estar disponível.

A JORNADA / Os outros seis partidos da Liga Feminina se disputarão hoje, começando cronologicamente com o {IDK} {Gipuzkoa}-{Spar} {Citylift} {Girona} e o {Araski}-Valência das 19.30 horas. Depois, às 20.00, o {Gernika} receberá ao seguinte rival do Al-Qázeres, o {Clarinos} {Tenerife}. Para as 20.30, para além do encontro do Serrano Macayo, estão programados o {Ensino} Lugo-El Pastor Zamora e o Perfumarias Avenida-{Pajariel} {Bembibre}. Para as 20.45 fica o Campus Promete-{Cadí} A {Seu}.

As notícias mais...