+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

O futebol brota de novo

Mais duma dezena de ligas voltam a jogar-se este fim-de-semana

 

Os técnicos do {Nuremberg} se cumprimentam com o cotovelo. - {AFP}

ALEJANDRO GARCÍA MADRID
23/05/2020

Com o grosso da pandemia de coronavirus aparentemente superado, pelo menos na Europa e Ásia, o futebol se abre passo entre o confinamento como a erva cresce entre os paralelepípedos das ruas sem a erosão do trânsito habitual de peões acelerados.

Europa é o epicentro do futebol, o mercado que mais dinheiro gera e, por {ende}, onde mais urge recuperar a competição. A bola vai a filmar este fim-de-semana em sete ligas europeias, embora já é oficial o cancelamento em Bélgica, França, Países Baixos e Escócia; estes dias voltam à competição Estónia, Hungria, República Checa, Arménio e Ilhas {Feroe}, para além de que se mantêm a sempiterna liga bielorrusa e a recém voltada {Bundesliga}. Som os primeiros e dão um caminho para voltar a ver futebol, embora seja em condições atípicas.

REGRESSOS IMINENTES / Antes de que termine o mês de Maio, na próxima semana vão a voltar as competições em Dinamarca (liga na quinta-feira), Polonia (Copa entre semana), Israel, Lituania, Ucrânia, {Montenegro}, Sérvia e os quartos-de-final de Copa em Croácia o fim-de-semana. Em Junho têm {agendado} de forma oficial regressar Áustria e Portugal, na primeira semana, para além de Turquia, Noruega ou Rússia.

No resto do mundo, já estavam em jogo as ligas de {Burundi}, Coreia do Sul, Taiwan e {Turkmenistán}, às que se unem este fim-de-semana a de Costa Rica e Vietname com a disputa duma ronda de Copa. As previsões para o mês de Junho som inabarcáveis, com um regresso massivo do futebol na metade do mundo que leva mais tempo em contacto com o {covid}-19.

Nesse grupo com a marca em Junho está Espanha, mas por enquanto com atraso em relação ao objetivo de arrancar na sexta-feira 12 de Junho, que anunciou {Tebas} em Movistar. O atraso no início dos treinos em grupo dos equipas (previstos para a próxima segunda-feira), que o protocolo de {LaLiga} contempla que se prolonguem três semanas, obriga a fixar o regresso para além de metade do mês, com na sexta-feira 19 como a estimação mais otimista de que volte a Liga, com a cautela à que obriga a pandemia. «Ainda não temos tomado essa decisão», disse ontem o ministro Salvador {Illa}.

Antes de que volte a máxima categoria/escalão, com toda probabilidade com um derby entre Betis e Sevilla, a intenção é resolver os 45 minutos que ficam pendentes do Rayo-Albacete, de Segunda, suspendido em Dezembro no descanso depois de/após que a bancada repreendesse o ucraniano {Zozulya}. Todas as filtrações assinalam que o jogo/partido em {Vallecas} será o ponto de partida, um banco de provas de meio tempo antes da jornada massiva duns dias depois.

PROTOCOLOS EUROPEUS / A geral europeia não dista muito da de Espanha, com as equipas em diferentes momentos dos planos de treino e previsões de voltar a jogar em Junho.

Em Inglaterra acabam de começar os treinos em pequenos grupos, mas os casos de futebolistas com medo que não foram à chamada de seus clubes se têm prodigalizado mais que noutras ligas. Som os casos de vários componentes do {Watford}, com o capitão {Troy} {Deeney} à cabeça, ou a de {Kanté} (Chelsea), com antecedentes de problemas {coronarios}. Se trabalha com o governo para reiniciar o campeonato em Junho.

Em Itália os passos som similares aos de Espanha, sem o atraso de última hora, com treinos em grupo desde/a partir de na quarta-feira e com intenção de que a Série A volte o 13 de Junho.

Ainda com datas só/sozinho prováveis de reinício, embora em melhor situação de saúde pública, {Eslovaquia} e Grécia se preparam para voltar a jogar a primeira semana de Junho, enquanto em Rumanía, Suécia, Letónia ou Suíça querem voltar a metade de mês.