Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 2 de abril de 2020

Os extremenhos de Segunda B e Terceira, felizes pela suspensão

O Mérida devolverá o dinheiro das bilhetes do derby perante o Badajoz, mas está satisfeito

NONO SAAVEDRA deportes@extremadura.elperiodico.com MÉRIDA
12/03/2020

 

El Mérida, tal como os outros duas equipas extremenhos de Segunda B, o Badajoz e o Don Benito, mostrou-se satisfeito pela decisão tomada pela Real Federação Espanhola de Futebol de adiar as duas próximas jornadas {ligueras} em lugar de jogar-les à porta fechada.

No caso da entidade romana, afeta ao derby face ao Badajoz que devia disputar-se este domingo a partir das 18.00 horas no Romano e para o qual já se tinham vendido milhares de bilhetes, embora se terá que devolver o montante em todo o caso.

Antes de conhecer-se a notícia, o presidente do clube, Paco Puertas, reconhecia em Cope Mérida estar «magoado» pela decisão de jogar-se à porta fechada, argumentando que jogar um jogo/partido com a transcendência desportiva e social do considerado clássico do futebol extremenho sem público «desvirtuaria a competição. Não me parece justo que na ida tivesse oito ou dez mil pessoas no Novo Viveiro e na volta não tenha ninguém. Como local, necessitamos a toda nosso hobby/adeptos, além disso, a Federação deve entender que o dinheiro das bilheteiras é muito importante para nossos orçamentos».

EM LINHA COM O BADAJOZ / Enquanto, o presidente do Badajoz, Joaquín Parra, reconhecia que «quero que se adie a liga inteira, mas se é só/sozinho nosso jogo/partido, não me interessa». No fim, os dois têm terminado contentes, os emeritenses pelo derby desta semana e os badajocenses pelo que tivessem disputado na jornada seguinte no Novo Viveiro face ao Don Benito que também tivesse tido um grande ambiente nas bancadas. Aos {dombenitenses}, por seu lado, lhes correspondia receber/acolher este domingo ao {Yeclano}, um choque que fica agora sem data.

Uma vez adiada a jornada, o Mérida informou que até jeito é o prazo para chegar à bilheteira do estádio Romano para receber/acolher a devolução do montante das bilhetes adquiridos para o choque. El horário matinal é de 11.00 a 14.00 e no vespertino de 17.00 a 19.00.

No simplesmente desportivo, à plantel/quadro romana lhe pode vir bem estas duas semanas sem competição. Em primeiro lugar, para recuperar aos lesionados Gonzalo Poley e {Omgba}, e em segundo lugar, {Juanma} {Barrero}, treinador emeritense, se encontrou com duas semanas sem competição que pode aproveitar para que a equipa continue interiorizando os conceitos/pontos que ele queira impor. Também no aspeto físico, que é onde a equipa estava mostrando dúvidas pelo ritmo alto que quer impor {Barrero}, vai ser um bom momento para refrescar pernas face a as últimas dez jornadas. El próprio Puertas reconhecia que com a chegada de {Barrero} «a equipa tem outro semblante, com menos vínculos, mais descontraído e cada jogador está tirando o que ele tem».

A TERCEIRA / Em Terceira Divisão também se recebeu a decisão federativa com alegria. Todos os clubes consideravam que se prejudicavam claramente seus interesses e que, sobretudo, se punha em risco aos futebolistas. Embora trata-se de uma competição na qual a maior/velho parte dos protagonistas não som profissionais, se terá que fazer o esforço de procurar vazios em dias de {entresemana} para recuperar os encontros que não se disputem os dois próximos fins-de-semana.

A {vigesimonovena} jornada compõem-na os partidos Jerez-Arroyo, Fuente de Cantos-Trujillo, Montijo-{Llerenense}, Plasencia-Diocesano, {Valverdeño}-Villanovense, Calamonte-Olivença, Coria-Extremadura B, Moralo-Azuaga e Cacereño-Miajadas; a trigésima, Arroyo-Aceuchal, Trujillo-Jerez, {Llerenense}-Fuente de Cantos, Diocesano-Montijo, Villanovense-Plasencia, Olivença-Racing Valverdeño, Extremadura B-Calamonte, Azuaga-Coria, Miajadas-Calamonte, Azuaga-Coria, Miajadas-Moralo e Cacereño-Valdivia.

As notícias mais...