Menú

El Periódico Extremadura | Quinta-Feira, 20 de septembro de 2018

O Extremadura conquista {Anduva}

Dois grandes golos do uruguaio {Zarfino} culminam a remontada perante o surpreendido {Mirandés}

ÁREA 11
10/06/2018

 

{mirandés} 0

{extremadura} 2

3Goles: 0-1 (45) {Gio} {Zarfino}. 0-2 (77) {Gio} {Zarfino}.

3Árbitro: {Carvajales} {Gómez} (Colégio asturiana). Cartões amarelos a David Prieto e {Rúper}; e aos visitantes {Borja}, {Lomotey} e {Manu}.

3Estadio: Municipal de {Anduva}.

3Espectadores: 4.365.

3Mirandés: Limões; {Paris}, Israel Porto, David Prieto, {Kijera}, {Undabarrena} (Apito {Camacho}, 66), {Rúper}, {Borja} Sánchez (Igor, 52), Fernando Llorente (79, Diego Peláez), {Yanis} e {Cervero}.

3Extremadura UD: {Manu}; {Álex} {Díez}, Pardo, {Borja}, Aitor, {Lomotey} ({Álex} Barreira, 81), {Gio} {Zarfino}, {Kike} ({Fran}, 79), {Willy} (Carlos Valverde, 72), Jairo e {Enric}.

O Extremadura seguirá/continuará em sua luta por ascender a Segunda. O conjunto/clube de Juan Sabas lutará a eliminatória final após voltear o resultado do encontro de ida (0-1) e vencer 0-2 a um {Mirandés} que foi superior na primeira parte, mas que {pecó} em excesso perante um rival que lhe bastou a dobradinha de {Gio} {Zarfino} para deixar sentenciar o duelo. A equipa extremenha conhecerá hoje seu rival com o grande prémio esperando.

Os pupilos de Pablo Alfaro realizaram um início fulminante, indo a procurar o primeiro golo rápido e mostrando-se intensos no jogo. Por seu lado, o {Extremaudra} esperou paciente perante o temporal {rojillo}, que realizou uma das melhores primeiras metades da época, e esperou sua oportunidade ao contragolpe.

O choque começou com os locais muito melhor sobre/em relação a o pano de {Anduva} e já bem cedo estiveram perto de adiantar-se no marcador após um sapatada de Fernando Llorente desde a frontal que desviou {Manu} a pontapé de canto. O {Extramdura} era um molho de nervos na hora de tirar a bola, e o local Diego Cerveró também dispôs duma nova oportunidade para os seus após aproveitar um despiste da defesa rival, e tentar a sorte com um remate distante obrigando a intervir a {Manu} de novo.

O {Mirandés} seguia/continuava ao seu e tentou provar sorte com um lançamento de falta que se foi embora alto. Ao {filo} do quarto de hora, {Cervero} teve em suas botas o 1-0 mas a defesa extremenha desbaratou a ocasião clara de perigo. Com o passo dos minutos os visitantes começaram a ganhar metros à custa de um {Mirandés} que tomava ar após um início energético. Não foi gasta o minuto 35 quando se produziu o primeiro aviso do Extremadura por mediação de um cabeçada desviada de {Willy}, ontem titular. Esse aviso fez pegar/apanhar mais forças a um {Mirandés} que reagiu e voltou a gerar perigo pelas grupos.

Já no {filo} do descanso/intervalo os jogadores de Juan Sabas apertaram mais que nunca a baliza rival. {Enric} Galego {enganchó} em linha de três quartos a bola e rematando à média/meia volta obrigou a Limões a enviar o esférico a pontapé de canto.

Mas quando parecia que se iam embora ambas as equipas aos túneis de balneários com tábuas, chegou a primeira alvo. {Kike} {Marquéz} foi o encarregado de lançar um pontapé de canto e a bola de caiu franco ao segundo pau a {Gio} {Zarfino}, que igualou a eliminatória.

GRANDE EXTREMADURA / O Extremadura se cresceu na segunda metade, que cada vez via mais reais suas opções de poder/conseguir poder/conseguir passar à eliminatória final, e mostra de isso foi seu ímpeto a pelo segundo golo. Jairo pôs-se a equipa a suas costas pondo em embaraços à defesa local. Mais tarde, primeiro {Enric} Galego e depois {Kike} {Márquez}, estiveram perto do ansiado 2-0 que deixava a eliminatória quase sentenciada definitivamente.

Minutos mais tarde se pediu um possível grande penalidade sobre/em relação a Diego Cerveró, após uma saída em punhos de {Manu} na qual parecia que chegou a tocar ao jogador local. O duelo pegou ritmo, com idas e vindas, e {Enric} Galego no 62´ esteve muito perto de marcar mas não conseguiu contactar com medida certa um centro lateral.

Parecia que o encontro se encaminhava a uma prorrogação, embora o Extremadura não quis esperar e de novo apareceu a conexão entre {Kike} {Márquez} e {Gio}, com golo de este último. Delírio entre os adeptos visitantes que se deslocaram até {Anduva} e que viveram com muita ênfase a alvo de {Gio}, que somou sua dobradinha particular.

Pablo Alfaro reagiu e deu entrada a Diego Peláez, pondo mais pólvora no ataque e procurando à desesperada o golo que lhe {metiera} na eliminatória. Embora foi o Extremadura quem esteve perto de marcar de novo aproveitando a defesa local {volcada} ao ataque e fazendo vários contragolpes. O {Mirandés} pôde ter-se metido em cheio se o árbitro não tivesse anulado um golo a {Yanis} nos últimos cinco minutos, após um possível fora-de-jogo que protestaram muito os adeptos locais.

Sem tempo para reagir para os locais, o Extremadura se impôs em {Anduva} e conseguiu remontar o 0-1 da ida com sofrimento e eficácia face a baliza rival. Agora já está entre os 4 equipas que optarão ao promoção a Segunda Divisão. O sono/sonho está mais perto e o quadro {almendralejense} está aí.

As notícias mais...