Menú

El Periódico Extremadura | Sexta-Feira, 3 de abril de 2020

O Extremadura aceita com uma total resignação jogar sem público

O clube decide não fazer mais dias de ajuda ao clube como medida compensatória para a hobby/adeptos

RODRIGO MORÁN
11/03/2020

 

Resignação no Extremadura, como na maioria de clubes de Segunda Divisão, pelo efeito do Coronavirus que deixará sem público seus dois próximos partidos {ligueros} perante {Elche} e Albacete. Os efeitos da medida não passam despercebidos no Extremadura e serão, principalmente, seus adeptos os que padeçam as consequências. Para começar, ontem ficou cancelada de imediato a caravana de valentes que se dispunha viajar a {Elche} no próximo fim-de-semana com mais de um centenar de seguidores num jogo/partido crucial para que o Extremadura possa {engancharse} de novo à briga pela salvação/manutenção.

E, como sobremesa, deixar sem público o seguinte jogo/partido de domingo 22 de Março perante Albacete no Francisco de la Hera tem suposto um golpe anímico na paróquia azul-vermelho, já que o choque perante os manchegos estava marcado em vermelho como uma final chave pela salvação/manutenção. E o pior, a estas alturas do filme, é não saber se a medida terá que prolongar-se mais no tempo.

«Será estranho ver partidos a porta fechado, especialmente num país onde estamos acostumados a ver os estádios repletos de pessoas. Mas o primeiro é a saúde», dizia ontem o presidente do Extremadura, Luis Oliver Sierra, que lamentava que seus adeptos não pudessem viajar a {Elche} e a tristeza que suporá jogar em casa sem hobby/adeptos. «O de {Elche} foi uma pena porque tinha muitas pessoas reservando para a viagem. No fim, o futebol é uma festa e está facto/feito para a hobby/adeptos».

Preocupação/ No Extremadura estão preocupados pelos efeitos que o Coronavirus não somente pode deixar à população, mas a seu futuro desportivo em Segunda Divisão. «Não quero pensar que medidas poderiam tomar-se em caso de que um futebolista desse positivo por Coronavirus, já que isto afetaria diretamente à competição. Não acredito/acho que aconteça porque estão muito controlados pelos médicos, mas estamos expostos a tudo».

No Extremadura aborrece muito jogar sem público, mas preocupa especialmente o futuro da competição em caso de que tenha cancelamentos de jogo/partido e se esgotem as datas do calendário pela proximidade com a Eurocopa do final de liga programado. «Seria uma algaraviada jurídico onde tudo seriam injustiças e nós o que queremos é que nosso final o dite o futebol».

Oliver confia em que os organismos competentes tomem boas decisões. «Sabemos que {Laliga} é um negócio que engloba muitos fatores e não se podem cancelar partidos bem como assim. Há milhões de euros em jogo a nível mundial, mas agora mesmo ninguém sabe que pode passar».

O pessoal do Extremadura também mostra-se resignada diante da notícia. Cristian disse em sala de imprensa que «será muito difícil jogar sem público porque é o que nos gosta a todos», enquanto Gonzalo Collao, guarda-redes chileno do clube, assegura que «a nenhum jogador gosta de jogar sem público, mas também entendemos as medidas para não {amplificar} mais este problema». Ambos coincidem em assinalar que a equipa deve concentrar-se no jogo/partido de {Elche} e em ganhar os três pontos.

Compensação/ O Extremadura também anunciou ontem que cancelará o segundo dia de ajuda ao clube que tinha previsto realizar nesta segunda volta como medida compensatória para a hobby/adeptos, que se perderá o jogo/partido perante o Albacete.

O Extremadura pediu compreensão a seus adeptos e mostrou-se solidário com as decisões que imponham os organismo competentes na matéria.

A Federação de Associações do Extremadura também mostrou-se indignada com a decisão adotada, já que considera que a hobby/adeptos ao futebol é a principal prejudicada por tudo isto, com conhecimento de causa de que existem outro tipo de eventos doutra índole que não foram cancelados.

Os principais equipas do Extremadura se verão afetados este fim-de-semana pelo efeito do Coronavirus. O filial jogará em Coria jogo/partido de Terceira Divisão à porta fechada, tal como a equipa feminina, que fá-lo-á em Badajoz, no domingo às 17.00.

Outro jogo/partido à porta fechada será o derby de Divisão de Honra de juvenis entre o Extremadura e o Badajoz, no próximo domingo, às 12.00 horas, em Almendralejo. Terá muito em jogo aqui, com a manutenção na elite disputando-se.

Com {Zarfino}/ No estritamente desportivo, o pessoal do Extremadura quer depositar os cinco sentidos no jogo/partido de {Elche}. Para o jogo/partido, os azuis-vermelhos poderiam recuperar a {Gio} {Zarfino}. O uruguaio já fez ontem parte do treino com o grupo e tem previsto meter-se também hoy com mais intensidade. Para Manuel, {habida} conta da necessidade da equipa, ter a {Zarfino} tornou-se numa prioridade para o fim-de-semana.

O que não estará ainda é Kike Márquez, cujas incómodos musculados continuam. Também não Alex López, baixa indefinida.

As notícias mais...