Menú

El Periódico Extremadura | Quarta-Feira, 1 de abril de 2020

Desgostos no futsal

As multiplos cancelamentos de competições têm afetado aos infantis, escolinhas e benjamins extremenhos que preparavam nos últimos fins-de-semana seus respetivos campeonatos de Espanha

PEPE BARRADO deportes@extremadura.elperiodico.com NAVALMORAL
15/03/2020

 

A suspensão das competições desportivas inclui, como é lógico, o conjunto/clube de atividades e ligas de futsal. Os oito equipas que Extremadura tem em competições de âmbito estatal vivem um fim-de-semana inédito por este paralisação. Mas a situação derivada da crise sanitária pela pandemia do coronavirus afeta também ao resto de torneios regionais e de pedreira/formação, incluindo o estreitamente que cada sábado ou domingo fazem as seleções regionais deste desporto.

Se tem adiado de forma oficial o Campeonato de Espanha {sub}-14 de seleções autonómicas, que a semana que vem ia a disputar em O {Ejido} (Almería). O desgosto nos infantis extremenhos foi enorme, segundo fontes muito próximas ao plantel/elenco, e as famílias gerem já a suspensão das reservas hoteleiras que tinham feitas para acompanhar aos jovens.

Também não treinarão este fim-de-semana, como costumavam fazê-lo, os combinados extremenhos {sub}-12 e {sub}-10. Estes nacionais {alevín} e benjamim estão fixados para o mês de Abril e poderiam ser também adiados. Uma ideia que manejam os responsáveis seria jogar estes Campeonatos de Espanha em verão.

Enquanto, os maiores/ancianidade também não podem treinar nem sabem quando se reiniciarão suas competições. É um bom momento para rever a situação dos clubes extremenhos em ligas nacionais. Em Segunda Divisão Feminina (grupo III), A Cruz Villanovense ocupa um brilhante terceiro posto com 48 pontos, a sete do líder {Alcantarilla} e a três do segundo, {Torreblanca} Melilla. Por seu lado, o Sporting Garrovilla aparece no penúltimo lugar com 12 pontos e já com um jogo/partido adiado a semana anterior com o Atlético {Torcal}.

Em Segunda B, o recente campeão de Copa, o Jerez {Futsal}, acumula quatro derrotas seguidas/continuadas em liga e, no grupo V, é nono com 32 pontos, a seis do quarto dado que classifica para a Copa del Rey. Este objetivo está longe para o Cáceres Uex, o extremenho com melhores números na categoria/escalão, já que seu sétimo posto com 33 pontos lhe situa a onze do quarteto de cabeça no grupo IV. Maiores/ancianidade problemas têm os outros dois cacerenhos desta liga; Madroñera é duodécimo com 25 pontos, justo ao borda do quarteto de descida/desmpromoção que abre {Integra2} Navalmoral, um posto abaixo e com os mesmos pontos. As trajetórias de ambos som divergentes, já que Madroñera só/sozinho tem somado dois pontos nas sete últimas jornadas e Navalmoral acumula três vitórias consecutivas.

Finalmente, no grupo IV de Divisão de Honra Almaraz tem a manutenção na sua mão. É décimo com 28 pontos. Enquanto, o {Integra2} Navalmoral está virtualmente afundado na zona de descida/desmpromoção, décimo quarto com 12.

No grupo extremenho de Terceira, o Colégio São José de Cáceres é líder com 51 pontos, segundo Grupo López Bolaños com 47 e um jogo/partido menos, terceiro Casar com 43, e três partidos menos que o primeiro, e quarto Quinta, com 40.

As notícias mais...