+
Accede a tu cuenta

 

O accede con tus datos de Usuario El Periódico Extremadura:

Recordarme

Puedes recuperar tu contraseña o registrarte

 
 
 

Dani Pino, substituto de {Pastelero} no Moralo

O treinador {talaverano} foi futebolista do clube do Campo Arañuelo

 

PEPE BARRADO
17/05/2020

Não há receitas mágicas no futebol. No entanto, com a contratação de Dani Pino como novo treinador, o Moralo mistura três ingredientes que no passado lhe deram bom resultado: exfutebolista, sem experiência e de Talavera de la Reina. Apenas dia e meio depois de/após anunciar que José Diego Pastelero não continuava à frente do plantel/elenco, o clube do Campo Arañuelo confirmou o nome do novo proprietário de seu banco. Daniel Del Pino Ortega (22-7-88, Talavera de la Reina) será o treinador do Moralo {CP} no regresso à atividade desportiva e após o inédito desenlace da época.

Dani Pino foi seu nome futebolístico numa etapa como jogador que ainda tem muito recente. De facto jogou no próprio Moralo não faz demasiado tempo, durante três ligas e em dois etapas: As épocas 11-12 e 12-13 e a 16-17.

Como treinador debutará com uma equipa sénior após ser a passada época treinador ajudante do {Torrijos} na Terceira Divisão castelhano manchega e ter dirigido ao juvenil deste clube e anteriormente ao {CF} Talavera juvenil, ambos em categoria/escalão nacional.

Sua relação com a atual diretiva morala, que preside {Horacio} López, foi muito estreita nos últimos tempos. Dani Pino era o coordenador na zona centro da Escola de Enjoo, do Real Sporting de Gijón, com a que o Moralo {CP} assinou um convénio para dar sua metodologia de treinos em Navalmoral. Conta, além disso, com uma extensa formação em títulos e cursos relacionados com o desporto.

Em breve poderiam ir-se conhecendo os primeiros {mimbres} com os que Dani Pino formará sua plantel/quadro. Fontes do clube {verdiblanco} apontam a que será uma plantel/quadro jovem, começando pelo próprio treinador, que tem 32 anos.

O projeto desportivo se baseará num projeto ambiciosa embora sem a pressão acrescentada de um objetivo demasiado alto. Reinventar-se é a palavra que define o futuro próximo do Moralo Clube Polidesportivo.