Menú

El Periódico Extremadura | Segunda-Feira, 20 de novembro de 2017

Clube Polidesportivo {IQacereño}

Os novos responsáveis do Cacereño tentam a marchas forçadas e em poucos dias mudar-lhe a face à entidade em todos os aspetos, começando pelo desportivo e seguindo/continuando com o social. O mexicano César Villaluz é anunciado como contratação

JAVIER ORTIZ
14/09/2017

 

Días de revolução no Cacereño, onde tudo tem pinta de mudar de cima a baixo nos próximos tempos. Os novos proprietários da entidade verde, a empresa {IQ} Finanças e sempre segundo o acordo que na terça-feira se anunciou com Antonio Martínez Doblas, viveram uma primeira jornada frenética na qual, cada um em sua parcela se tenta que tudo mude com o objetivo de voltar a estar, no mínimo e em curto prazo, em Segunda Divisão B.

Nesse aspeto desportivo é uma incógnita o que vai a passar. Embora em princípio se anunciou que não terá baixas em relação à plantel/quadro atual, se faz difícil imaginar que não tenha nenhuma se chega meia dúzia de futebolistas novos. Além disso, falta que se recuperem o defesa {Mansilla} e o avançado/ponta de lança {Kevin}, lesionados de gravidade a final da época passada.

Contratação mexicana

O próximo em incorporar-se será, segundo revelou o diretor executivo de {IQ} Finanças, o chileno Álvaro López, o mexicano César Villaluz. Trata-se de um médio de 29 anos cuja promissora corrida/curso --foi campeão do mundo {sub}-17 em 2005-- ficou truncada pelas lesões. Jogou em vários ‘grandes’ de seu país, como o Cruz Azul. Seu último plantel/elenco foi o {Celaya}.

José María Rebollo, treinador do Cacereño, continuará dirigindo à plantel/quadro que se vá configurando. Como acontece com os jogadores, {IQ} Finanças mostrou confiança nele, pelo menos por agora.

Os processos do grupo investidor vão certamente para além de o desportivo. Sanear o clube economicamente é o principal para enfrentar um futuro que se pretende ambicioso. Para isso já se tem solicitado publicamente a ajuda dos adeptos, que assistem atónitos aos significativas mudanças que se estão produzindo nos últimos dias. Já houve quem se tem queixado da opacidade com a que se tem desenvolvido a operação, mas os responsáveis de {IQ} pedem um voto de confiança antes de ser tribunais/réus/julgados de forma negação. Aconteça o que acontecer com eles e sua gestão, se augura uma época de emoções fortes por volta de do estádio Príncipe Felipe.

As notícias mais...