Menú

El Periódico Extremadura | Domingo, 17 de novembro de 2019

O Cáceres, a retomar em Lleida ‘o espírito de Lugo’

A equipa de Roberto Blanco procura corrigir erros e ter pontaria

JAVIER ORTIZ
08/11/2019

 

Vuelve o Cáceres Património da Humanidade à estrada, o lugar onde, por agora, vai sendo mais rentável seu jogo. Visita esta noite (21.00 horas) ao {Actel} {Força} Lleida à busca de sua quarta vitória da época na LEB Oro. Curiosamente, e isto é uma raridade nos últimos anos, duas das três anteriores se produziram como visitante.

Se calhar só/sozinho seja uma tendência eventual, embora não se pode atribuir só/sozinho ao calendário: sim que cumpriu o pessoal de Roberto Blanco com os prognósticos quando venceu na segunda jornada em Marín, mas os fez dinamitar pelos ares quando faz dez dias superou ao {Breogán}.

É aquele triunfo de Lugo o farol que se pretende que sirva como guia para uma equipa que aquele dia deu sua melhor versão: esforçado defensivamente e {acertado} desde a longa distância, a que parece a melhor via para somar canastras. A irregularidade no tiro --e um final caótico, mau gerido, como reconheceu o próprio treinador-- acabaram custando a derrota no jogo/partido seguinte, em casa, perante o Ourense. Corrigir erros e ser implacáveis quando a pontaria chega é o objetivo esta noite em Lleida.

Trata-se de uma cita/marcação/encontro que estava marcada em vermelho desde há algumas semanas: é início de um novo ciclo de partidos perante rivais muito mais acessíveis que os últimos quatro. De seu ‘{Tourmalet}’ particular saiu o Cáceres com um só/sozinho triunfo, mas a sensação de que está crescendo, de que cada vez faz mais coisas melhor.

O RIVAL / O {Força} Lleida não é nem Melilla, nem Palma, nem {Breogán}, nem Ourense, mas mais bem um componente da classe média/meia-baixa da competição, com um olho posto nos ‘{playoffs}’ e outro na manutenção. Coleciona uma plantel/quadro de nomes não demasiado conhecidos na liga com a {honrosísima} exceção de {Miki} {Feliu} (34 anos, mas com muitos entalhes em seu revólver). No entanto, costuma ter bastante olho na hora de contratar caloiros. O foi a época passada {Frederic} {Stutz} (13,3 pontos e 8,5 ressaltos) e o é nesta {Shaquille} Ou’{Neal} {Cleare}, um pívot de {Bahamas} ao que lhe predisseram um futuro no basquetebol desde o berço (11,7 e 4).

Por enquanto, o seu roteiro, para além de suas miras, está a ser similar à do Cáceres, com três vitórias e outras tantas derrotas. Tem pendente o jogo/partido a jogar em casa perante o {Liberbank} Oviedo e que na altura própria se adiou pela situação em Catalunha. Os extremenhos vão 3-4, com o que se somam esta noite darão um bom empurrão a suas contas face a a salvação/manutenção. Também não temos de esquecer que na sexta-feira seguinte sim que esperar um jogo/partido fundamental como o que temos de jogar no Multiusos perante o {Almansa}. Mas antes temos de jogar 40 minutos em Lleida e tentar que o {Barris} {Nord} se pareça o mais possível ao {Pazo} Provincial dois Desportos de Lugo.

As notícias mais...